+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Secretário planeja atuação em conjunto com universidades estaduais na Bahia

“As universidades são fundamentais. Elas são, na cadeia de ciência, tecnologia e inovação, âncora inicial e diria, talvez, que a principal em criar conhecimento e transformar isso em produto, solução e inovação. Por isso, a Secti tem todo o interesse de fomentá-las”. Com essa perspectiva, o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Manoel Mendonça, recebeu, nesta terça-feira (27), no Gabinete da Secti, a visita dos reitores de três das quatro universidades estaduais.

A reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Adélia Pinheiro, avaliou a reunião como “produtiva, de aproximação e alinhamento das expectativas”. Já o reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), José Carlos Barreto de Santana, também teve uma impressão bastante positiva da reunião. “A Secti é uma secretaria muito importante para as universidades. É uma primeira reunião e saímos impressionados com a interlocução de alguém que é da área de ciência e tecnologia”, completou.

A ideia, de acordo com o secretário da Secti, é ouvir as universidades estaduais para saber das dificuldades e ações importantes que estão sendo realizadas. “Sinalizei que gostaria de conversar com os principais pesquisadores dessas universidades para entender melhor a necessidade de cada região. É do interesse da secretaria saber quais são as demandas, o que eles precisam, e onde podemos ajudar”, vislumbrou Mendonça.

Paulo Roberto Pinto Santos, reitor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), falou sobre a possibilidade da atuação em conjunto entre universidades e Secti. “Verificamos que é possível, sim, trabalhar com os pesquisadores das nossas universidades, com as iniciativas da Secti, além dos convênios que poderão surgir a partir de ações das instituições parceiras”.

Fonte: SECTI-BA

Próximos Eventos