+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Secretário lidera ações de engajamento do Ecossistema de Ciência, Tecnologia & Inovação em Pernambuco

Em um trabalho permanente de engajamento do ecossistema de Pesquisa & Desenvolvimento do Estado, o secretário de Ciência, Tecnologia & Inovação (Secti), Lucas Ramos, tem percorrido todo o Estado em reuniões estratégicas. Os encontros são voltados para consolidação do trabalho em rede entre academia, setores produtivos e Poder Público e construção de novas parceiras, além da apresentação dos projetos estruturados pelo Governo de Pernambuco. Somente esta semana, o secretário e a equipe da Secti percorrerão o Sertão do São Francisco e o Agreste Central.

Nesta segunda (03), em Petrolina, o secretário participa de amplo encontro com as instituições que formam a Rota TIC Sertão Digital, como a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária para o Semiárido (Embrapa Semiárido), Universidade de Pernambuco (UPE) e Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape).

Para o secretário Lucas Ramos, os objetivos da Rota TIC Sertão Digital estão alinhados à estratégia de CT&I do Estado. “Transformar o Sertão em referência em Educação, em polo de desenvolvimento de soluções digitais para o agronegócio e fomentar iniciativas que tornem os municípios da região em cidades inteligentes são premissas dos principais projetos da Secti. Ampliar a integração e reforçar o trabalho de cooperação entre todos os atores são fundamentais para geração de novas oportunidades para a população sertaneja”, destacou Lucas Ramos.

Os destaques do encontro foram planejamento da Plataforma Agritech Nordeste, cujo projeto-piloto acontece em Petrolina, e a apresentação do programa Saúde Digital.

A AgritechNE surgiu a partir de um diagnóstico, elaborado pelo Polo Mangue Digital, coordenado pela Secti, que indicou a necessidade de alavancar a área de Tecnologia da Informação (TI) em setores e territórios que pudessem ter maior impacto regional, como é o caso do Vale do São Francisco. Ao todo, a AgritechNE vai destinar R$ 1,4 milhões para ações como fomento para criação de startups, promoção de mentorias, fortalecimento do ambiente de inovação no Vale de São Francisco e formação de mão de obra qualificada, através de residências tecnológicas voltadas ao agronegócio.

Já o Saúde Digital prevê a interligação dos hospitais públicos de Pernambuco e aumento na oferta de serviços de Telesaúde a partir da expansão da rede de fibra ótica da Rede Pernambucana de Pesquisa e Educação (RePEPE), fruto de um investimento de cerca de R$ 9 milhões da Secti. “Com a implementação do teleatendimento em larga escala, vamos permitir que pacientes do interior do Estado possam ser acompanhados por médicos especialistas de outros hospitais, fora de suas regiões, sem a necessidade de deslocamento. É um salto na qualidade do serviço prestado à população”, reforçou Lucas Ramos

Em paralelo, a Secti tem articulado, juntamente com as mais de 40 instituições que integram hoje a Rede de Ecossistema de Inovação de Pernambuco (REPE), uma série de iniciativas em Saúde, de apoio à pesquisas científicas, à formação profissional e novas ações de enfrentamento à Covid-19.

Fonte: SECTI PE em 12/05/2021

Próximos Eventos