Giro nos Estados

Secretário de C&T de Goiás faz balanço de gestão e anuncia mudanças na equipe

O secretário de Ciência e Tecnologia do Estado de Goiás, Mauro Faiad, apresentou na última semana, um balanço das ações desenvolvidas nos 22 meses. De acordo com Faiad, o Estado teve um importante avanço na qualificação da mão de obra.

Um dos motivos do resultado classificado como positivo é a implantação e expansão do programa Bolsa Futuro, voltado para a educação profissional. A ideia da Secretaria de Ciência e Tecnologia (Setec) é oferecer 500 mil bolsas até 2014. Desse total, 200 mil goianos terão direito, além dos cursos gratuitos, a um incentivo financeiro mensal de R$ 75 durante os seis meses de duração do programa de qualificação.

“O Bolsa Futuro é a porta de entrada para melhores empregos e salários”, destaca o titular da Sectec. Nas duas fases de inscrição para a modalidade com incentivo financeiro, o Bolsa Futuro recebeu aproximadamente 52 mil pedidos de inscrições nas 50 mil vagas do programa com direito a incentivo financeiro destinadas para o ano de 2012.

Faiad também anunciou mudanças em sua equipe de trabalho e apresentou a proposta de criação de dois novos núcleos técnicos. A superintendência de Desenvolvimento Tecnológico, Inovação e Fomento à Tecnologia da Informação será comandada por Aline Figlioli. Ela assume no lugar de Jeferson de Castro Vieira, que vai chefiar o gabinete da Sectec, cargo que Aline ocupava.

Segundo o secretário, a troca de posições tem como objetivo valorizar e melhorar mais a qualidade técnica dos dois auxiliares. Um dos novos núcleos técnicos estudados para serem implantados deverão cuidar dos arranjos produtivos locais (APLs) enquanto o outro será dedicado às ações do programa Goiás Conectado. “Queremos dar ainda mais celeridade para nossas ações na segunda metade de nossa gestão”, disse Faiad na reunião.

Fonte: Agência Gestão CT&I de Notícias com informações da Sectec

Próximos Eventos