+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Secretário da Bahia participa de reunião no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

A aplicação do conhecimento acadêmico no dia a dia dos baianos e dos brasileiros é, na avaliação do secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Manoel Mendonça, um importante desafio a ser superado. Em reunião nesta quarta-feira (4), em Brasília, com o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, e os demais secretários da área, Manoel ressaltou que é preciso aproveitar ao máximo o que os pesquisadores podem oferecer para as mais variadas vocações de cada estado.

Em meio às intensas pesquisas feitas, deve ser criada a “cadeia de processamento de conhecimento, fazendo com que esse conhecimento possa gerar ganhos para a sociedade”, afirmou o secretário. Ele citou como bom exemplo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que gera conhecimento e apresenta soluções à sociedade. Com o recorte na Bahia, Manoel ressaltou o setor automobilístico. O estado tem indústria, centro de pesquisa na área mecânica (Senai/Cimatec) e “é preciso fortalecer a pós-graduação da nossa engenharia mecânica automotiva”.

O ministro Aldo garantiu que a pasta estará aberta para cooperar com os desafios apresentados pelos representantes estaduais e classificou a ciência, tecnologia e inovação como pilares para o desenvolvimento econômico e social do país. “Teremos agenda permanente de ampliação do nosso trabalho. Sabemos da importância que a CT&I tem para o progresso dos estados”.

Ainda durante a reunião, os secretários que compõem o Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de CT&I (Consecti) foram convidados para a reunião anual da Rede de Indicadores Estaduais de Ciência, Tecnologia e Inovação que, neste ano, será realizada na Bahia. A rede é composta por técnicos dos governos estaduais e federal, e das fundações de amparo à pesquisa, sob coordenação do MCTI.

Fonte: SECOM-BA

Próximos Eventos