Giro nos Estados

Secretário anuncia R$ 2 milhões em investimentos na UEPG

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, assinou autorizações governamentais para a liberação de R$ 2.031.196,00 e entregou as chaves de sete veículos, no valor aproximado de R$ 200.000 mil, para a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), em solenidade realizada nesta quarta-feira (21), na Salas dos Conselhos (Bloco da Reitoria, Campus Uvaranas). Os recursos oriundos do Fundo Paraná de apoio ao desenvolvimento científico e tecnológico do Estado serão aplicados em infraestrutura e equipamentos para atividades de ensino, pesquisa e extensão da instituição.

De acordo com o secretário, com os recursos anunciados nesta quarta-feira, o Fundo Paraná soma mais de R$ 31 milhões repassados à UEPG, nos últimos sete anos, para o desenvolvimento de programas e investimentos em obras e equipamentos. “Apesar do momento difícil, o governo Beto Richa manteve os investimentos nas nossas sete universidades, colocando o Paraná entre os estados que mais investem no ensino superior no país”, comenta João Carlos Gomes. “Mesmo com a crise econômica, o governo não deixou que um só programa das universidades fosse interrompido, porque reconhece o papel das universidades no desenvolvimento socioeconômico de todas as regiões do Estado”.

Conforme números apresentados pelo secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, de 2011 a 2017, o Fundo Paraná destinou R$ 39,9 milhões para a UEL (Londrina); R$ 30,8 milhões para a UEM (Maringá); R$ 32,5 milhões para a Unioeste (Oeste do Paraná); R$ 25,1 milhões para a Unicentro (Centro-Oeste do Paraná); R$ 29,6 milhões para a UEPG (Ponta Grossa); R$ 14,2 milhões para a UENP (Norte do Paraná); R$ 13,4 milhões para a Unespar (Estadual do Paraná). “São recursos investidos diretamente nas áreas de pesquisa e também na extensão”, reforça João Carlos Gomes, citando alguns programas que recebem verbas via Fundo Paraná, tais como o Universidade Sem Fronteiras e seus diversos subprojetos; Paraná Fala Inglês e Paraná Fala Francês; e Programas de Residências Técnicas, além das inúmeras iniciativas de incentivo à inovação tecnológica.

Dos recursos liberados para a UEPG nesta quarta-feira, R$ 212.843,00 serão destinados ao projeto “Desenvolvimento da tecnologia de processamento por atrito para aplicação nos setores aeronáutico, naval e automobilístico; e R$ 270.000,00, no apoio ao projeto “Aplicabilidade da nanocelulose nos setores produtivos do Paraná”, os dois da área de Engenharia de Materiais, tendo como coordenadores, respectivamente, os professores André Luis Moreira de Carvalho; e Benjamim de Melo Carvalho e Luís Antônio Pinheiro. Outros R$ 100.000, serão aplicados no projeto “Consolidação das Pesquisas em Propriedades Mecânicas e Superfícies da UEPG”; e mais R$ 129.600,00, no projeto “Apoio à pesquisa em Física da UEPG”, ambos coordenados pelo professor Francisco Carlos Serbena, do Departamento de Física.

Mais R$ 188.600,00 serão destinados à Operação Rondon Paraná, que deverá alcançar pelo menos 30 municípios do Estado, com a participação da UEPG, UEM, Unicentro, Unioeste, UENP e Unespar. João Carlos Gomes explica que Operação Rondon Paraná resulta da experiência realizada em 2017, sob a coordenação da UEPG, levando a Operação Rondon a 10 municípios do Norte Pioneiro, com envolvimento da maioria das universidades. “Neste ano, vamos ampliar o nosso raio de ação. Cada universidade vai desenvolver uma Operação Rondon na sua própria região, atingindo um número maior ou menor de cidades, de acordo com a disponibilidade de cada instituição”. A UEPG está na coordenação estadual, além de levar a operação a 10 cidades do sudeste paranaense.

Para completar, o secretário assinou a autorização para a liberação de R$ 1.130.153,00, referentes à segunda parcela de uma contrapartida do Governo do Estado, no valor de R$ 2.984.212,00, para o projeto “Implantação e modernização de infraestrutura de pesquisa e em grupos emergentes da UEPG”, a cargo da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp). Ele comenta que essa contrapartida se refere a parte do governo do Estado de um edital específico para as universidades estaduais, lançado pela Finep (Financiadora de Estudos e Projetos). “A UEPG teve projetos aprovados nessa chamada, na qual o governo estadual sem comprometeu em dar contrapartida de 100% do valor aprovado”, completa.

Na continuidade da solenidade, o secretário entregou ao reitor Luciano Vargas as chaves de quatro veículos (uma Duster, dois Gol e uma saveiro) de um lote de 24 carros adquiridos pela SETI e repassados às universidades, num investimento de R$ 980 mil. João Carlos Gomes comenta que as universidades expandiram suas ações, atingindo comunidades nas mais longínquas regiões, o que exige a renovação periódica da frota de veículos. “As universidades hoje são prestadoras de serviços e estão cada vez mais presentes na sociedade, com agentes de transformação social”, diz. Outros três veículos (uma Duster e dois Gol) foram adquiridos com recursos próprios da UEPG.

No final do evento, o reitor Carlos Luciano Vargas, ressaltou a presença do professor João Carlos Gomes à frente da secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior como uma conquista das universidades estaduais, que tiveram valorizado o seu papel de agentes transformadores da vida dos paranaenses. “Agradecemos pelo seu dinamismo e, principalmente, por essa luta, que sabemos ser diária, em prol do desenvolvimento das nossas universidades estaduais, situadas entre as melhores instituições de ensino superior do continente e do planeta. Essas conquistas têm muito a ver com essa sua dedicação, ao lado da comunidade universitária, professores, alunos e agentes universitários”.

Fonte: SETI-PR

Próximos Eventos