+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Secitece discute com comunidade acadêmica reivindicações das IES estaduais

O secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Inacio Arruda, recebeu na manhã desta sexta-feira, 6/5, representantes dos sindicatos de professores, estudantes e técnicos das universidades estaduais – Uece, UVA e Urca para tratar sobre a pauta de reivindicações que culminou na greve deflagrada pela Universidade Estadual do Ceará desde o dia 29/04. A UVA aprovou indicativo de greve. A Assembleia Geral está marcada para o dia 11/05.

Dentre as principais reivindicações estão a posse dos professores aprovados no último concurso publico realizado em 2015; corte nos recursos de custeio e manutenção em 2015 e 2016; pagamento dos benefícios da carreira docente e reajuste para servidores e técnico-administrativos.

O secretário Inácio Arruda disse que os sindicatos estão cumprindo seu papel de reivindicar, mas que não podemos deixar de considerar os impactos da crise política e econômica que o Brasil vive. “O Ceará é um dos estados mais impactados com a queda na arrecadação de ICMS e dos recursos do FPE, principais fontes de receita do Estado”

Outras pautas pontuais, também foram apresentadas como melhorias na infra-estrutura da FAEC de Crateús e do CCH da UVA, incluindo a construção do laboratório multiusuário previsto no projeto Biofar e o início das obras da FACEDI, em Itapipoca, cuja licitação no valor de R$ 7 milhões foi concluída ano passado.

O vice-reitor Hidelbrando Soares lembrou que a reitoria da Uece já publicou um documento respondendo às questões apresentadas e disse que é necessária a aprovação do MAPP 175 para contratação da empresa e início das obras. “Na primeira reunião de MAPP deste ano, o governador Camilo Santana sinalizou que este é um tema que será deliberado em junho”, relatou.

Para o professor Igor Vieira, “não há como cumprir metas, sem as condições básicas de funcionamento”, referindo-se à redução dos custos de manutenção. O valor pago por aluno/ano à UVA, em torno de R$ 450,00, é o menor dentre as estaduais cearenses.

“Estamos todos empenhados – Secitece e reitorias, para que essas nomeações saiam logo! Os concursos foram realizados e parte dos professores já foram chamados e assumiram. Também precisamos reconhecer o que já foi feito, muitas das demandas estão em andamento”, enfatizou Inácio Arruda.

Estiveram presentes o vice-reitor da Uece, Hidelbrando Soares; o pró-reitor de Planejamento da UVA, Igor Vieira; Carmen (Urca); a secretária-executiva da Secitece, Nágyla Drumond, o coordenador da CESUP, Cândido BC Neto; além dos sindicalistas Célio Coutinho (SindUece), Silvia Helena Monteiro (SindiUVA), Francisco Augusto Silva Nobre (SindUrca), professores, estudantes e servidores.

Fonte: SECITECE-CE

Próximos Eventos