Giro nos Estados

SBPC-SC celebra Dia Nacional da Ciência em Chapecó

Na manhã de 13 de julho último, o Grupo de Trabalho da SBPC regional oeste catarinense, em conjunto com a Epagri/Cepaf, organizou o seminário “70 anos de SBPC: contexto e desafios para a ciência brasileira e catarinense”. O evento ocorreu no auditório do Centro de Pesquisa para a Agricultura Familiar (Epagri/Cepaf – Chapecó), realizado para celebrar o “Dia Nacional da Ciência” e o “Dia Nacional do Pesquisador”, celebrado no dia 8 de julho. A atividade fez parte também da programação comemorativa dos 35 anos de criação do Cepaf. Participaram representantes das principais instituições regionais que fazem pesquisa: Epagri/Cepaf, Embrapa Suínos e Aves (Concórdia), Unochapecó, UFFS e Udesc, Unoesc. As celebrações tiveram por objetivo intercambiar, interagir e trocar informações e conhecimentos, sensibilizar, mobilizar e discutir a produção científica na região oeste catarinense.

O seminário foi dividido em dois painéis. No primeiro, os representantes das instituições expuseram os principais programas, linhas e projetos de pesquisa desenvolvidos pelas mesmas. Falaram na sessão Ivan Tadeu Baldissera, gerente do Cepaf/Epagri; Sabrina Castilho Duarte, pesquisadora da Embrapa Suínos e Aves; Cleuzir da Luz, diretor de Pesquisa e Pós-Graduação da UDESC Oeste/CEO; Joviles Vitório Trevisol, pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFFS; Leonel Piovezana, pró-reitor de Pesquisa, Extensão, Inovação e Pós-Graduação da Unochapecó; Cláudio Machado Maia, diretor de Pesquisa e Pós-Graduação da Unochapecó; e Celso Paulo Costa, diretor de Graduação e Diretor de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão Unoesc, de Chapecó.

No painel seguinte a professora Jane Kelly Oliveira Friestino (UFFS) fez um breve resgate histórico da contribuição da SBPC para avanço científico no Brasil nos 70 anos de sua existência e do contexto e desafios atuais para a ciência brasileira e catarinense, chamando a atenção para os cortes de recursos e mudanças institucionais que colocam em risco a produção científica e tecnológica brasileira. Repassou também informações sobre a Audiência Pública na Alesc organizada pela Secretaria Regional da SBPC. Ao final, foi feito um chamamento para que os pesquisadores se associem à SBPC, sobre o qual foi ressaltada a importância política de fortalecer a SBPC neste momento de crise no setor e as vantagens para os pesquisadores em se associarem.

A última parte de evento foi dedicada à discussão de encaminhamentos. Os principais foram:

– Fortalecer a SBPC via grupo de trabalho oeste catarinense;

– Criar um fórum de discussão entre instituições de ciência e tecnologia da região oeste para realizar ações conjuntas com uma pauta comum, buscando trabalhar em rede;

– Pensar no que o GT, de forma conjunta, pode contribuir para resolver problemas e apresentar resultados à sociedade;

– Formular eventos estratégicos e importantes para a região relacionados à Ciência, Tecnologia e Inovação;

– Fomentar a estruturação dos NITs dentro das instituições regionais para potencializar a captação de recursos;

– Estudar a Lei da Inovação catarinense e seu impacto nas instituições;

– Conhecer e demarcar o que é necessário fomentar na região em relação às áreas da ciência;

– Marcar um novo encontro/local para reunião do GT.

O evento foi coordenado por Clovis Dorigon e Cristiano Nunes Nesi, pesquisadores do Epagri/Cepaf e por Jane Kelly Oliveira Friestino, professora da UFFS.

Fonte: Jornal da Ciência

Próximos Eventos