+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

RS libera R$ 25 milhões em recursos para investir em micro e pequenas empresas

O Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul (Fapergs), liberou nesta quarta-feira (20) a primeira parcela dos R$ 25 milhões que serão repassados pelo programa Tecnova às micro e pequenas empresas do Rio Grande do Sul. A empresa agroindustrial Simbios Produtos Tecnológicos, de Cachoeirinha, na Região Metropolitana de Porto Alegre, foi a primeira a receber o contrato das mãos do secretário da Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico, Cleber Prodanov, em cerimônia no Galpão Crioulo do Palácio Piratini.

O Tecnova-RS, versão gaúcha do programa nacional promovido pelo Governo Federal, incentiva a criação de produtos inovadores e o crescimento de  pequenos empreendedores para desenvolver a economia gaúcha. Oito das 50 empresas selecionadas no edital receberam os documentos, oficializando a liberação de recursos, que variam entre R$ 200 mil e R$ 667 mil.

Para Prodanov, as micro e pequenas empresas têm papel fundamental na potencialização da economia gaúcha por servirem como startups de grandes empresas. Ou seja, fornecem suprimentos, tecnologia, equipamentos e conhecimento às maiores. As startups são empresas da área de tecnologia, com reconhecida inovação e que trabalha com condições de incerteza nos investimentos.

“Fortalecer essa relação, com visão tecnológica, é fundamental para o Estado porque resultará em abertura de vagas para os jovens, emprego qualificado, articulação com as universidades e o fortalecimento de incubadoras com o parque tecnológico”, avaliou o secretário. “Criamos uma sinergia de desenvolvimento, onde a tecnologia é um elemento fundamental de transferência para todo o tecido industrial de serviço”, acrescentou.

Para a diretora-presidente da Fapergs, Nádya Pesce da Silveira, o Tecnova é um marco na área científica por se tratar de transferir conhecimento das universidades para as empresas. “Atualmente no Estado, as empresas de ponta em tecnologia são oriundas de incubadoras universitárias. Realizamos um sonho que é passar da teoria para a prática, transferindo o conhecimento para a sociedade a partir do apoio a estes pequenos empresários”, afirmou. 

Os recursos de subvenção serão repassados em três fases: R$ 7,5 milhões na primeira, mais R$ 7 milhões na segunda e R$ 10,5 milhões na última. A Fapergs fará a fiscalização e analisará a prestação de contas das empresas durante o processo.  

As selecionadas pertencem às cadeias de tecnologia da informação e comunicação; petróleo e gás; energias alternativas; saúde avançada e medicamentos; calçados e artefatos; indústria moveleira, e nos setores metalmecânico-automotivo e agroindustrial. Os 13 municípios atendidos são Bento Gonçalves, Cachoeirinha, Caxias do Sul, Garibaldi, Igrejinha, Lajeado, Novo Hamburgo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Maria, São Leopoldo, Selbach e Viamão.

Recursos
Do total de recursos, R$ 15 milhões são aportados pela Finep, vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), e R$ 10 milhões provêm da parceria entre o Governo do Estado, Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), Instituto Euvaldo Lodi e CEEE.

Para auxiliar a Fapergs, entraram com apoio técnico a Secretaria de Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sesampe), Badesul, AGDI e a Reginp. Informações sobre o andamento do processo de contratação de empresas estão disponíveis nos sites www.tecnova.rs.gov.br e www.fapergs.rs.gov.br

Fonte: SCTTI-RS

Próximos Eventos