+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Rotas da Inovação: confira como foi o encontro da região da Fronteira Oeste e Campanha em Bagé

O programa Inova RS completou dois anos em agosto e, tal qual foi no marco zero da implementação dos Ecossistemas Regionais de Inovação (ERI), uma comitiva da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (SICT) iniciou uma série de viagens às oito regiões do Inova RS no Estado. Com o objetivo de reunir e valorizar o trabalho de todos os agentes que fazem o programa acontecer, o primeiro destino foi Bagé, do ERI da Fronteira Oeste e Campanha.

Na última sexta-feira (10), o secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia, Luis Lamb, e a comitiva formada pelo secretário adjunto Ricardo Bastos, o diretor de Ambientes de Inovação Everaldo Daronco, e o coordenador do programa Inova RS Diego Silva reuniram-se com importantes representantes da quádrupla hélice – poder público, academia, empresas e sociedade civil organizada -.

O primeiro encontro foi do secretário Luis Lamb e do secretário adjunto Ricardo Bastos com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Bayard Paschoa Pereira. Entre as pautas abordadas, figurou a relevância da preservação do bioma Pampa como um ativo importante e um   diferencial na produção de carne da região – setor que é chancelado pelo programa Produtos Premium, também da SICT.

Bayard também teve a oportunidade de mostrar as iniciativas de fomento ao empreendedorismo realizadas pela sua secretaria, com destaque para a Casa do Empreendedor. Em funcionamento desde 31 de maio de 2019, o local reúne em um único espaço diferentes serviços e apoio para quem deseja empreender. A Casa do Empreendedor visa principalmente a facilitar os processos de abertura, regularização e baixa de empresas, com ênfase nos Microempreendedores Individuais (MEI), bem como simplificar o acesso a linhas de crédito. O espaço também abriga o Sebrae local, além de oferecer um ambiente de coworking.

Um segundo momento do dia foi o encontro com o reitor da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) Roberlaine Ribeiro Jorge, o vice-reitor Marcus Vinicius Morini Queirol, o reitor adjunto de Pesquisa Chariston André Dal Belo, o pró-reitor de Extensão e Cultura Paulo Rodinei Soares Lopes e o diretor da Agência de Inovação e Empreendedorismo do Pampa Velci Souza. O grupo conversou sobre a importância do programa Inova RS na consolidação dos ecossistemas de inovação e a relevância da sua metodologia como promotora da integração dos atores da quádrupla hélice, além das ações que estão sendo realizadas na região, como o projeto Conexão Pampa.

A última agenda do dia reuniu todos estes atores envolvidos no salão nobre da prefeitura para compartilhar os avanços e conquistas da região no que tange às ações de fomento à inovação. A visita como um todo ganhou um tempero a mais por possibilitar que muitos dos agentes que atuam com tanto empenho pela consolidação do ecossistema regional pudessem se conhecer pessoalmente, visto que, por conta da pandemia, a maior parte das interações entre todos vinha ocorrendo de maneira remota e, apesar de estarem em constante contato e trabalhando em equipe, muitos ainda não tinham tido a chance de estarem presentes em um mesmo local físico.

Ao fim das apresentações, o secretário Luis Lamb entregou uma medalha e um certificado de reconhecimento do trabalho realizado por todos, que aguardavam desde o final de 2020 para recebê-los em mãos. O secretário ressaltou que o programa de Estado visa a construir o desenvolvimento, colocando a inovação como alavanca propulsora. “A inovação é construída por pessoas, e o Inova RS valoriza todos estes agentes e as potencialidades locais”, resumiu Lamb.

Conheça a visão de futuro da região:

Em 2030, a região Fronteira Oeste e Campanha será referência em inovação no Mercosul por meio de especialização inteligente no uso de tecnologias nas áreas do agronegócio e turismo, associada ao diferencial competitivo do bioma Pampa.

Sobre o Inova RS 

Com o objetivo de incluir o Rio Grande do Sul no mapa global da inovação, o programa Inova RS vem sendo consolidado em oito Ecossistemas Regionais de Inovação do Estado – Metropolitana e Litoral Norte; Sul; Fronteira Oeste e Campanha; Central; Vales; Noroeste e Missões; Produção e Norte e Serra e Hortênsias –, a partir da atuação interconectada da sociedade civil organizada e dos setores empresarial, acadêmico e governamental.

As ações em andamento nas macrorregiões visam a articulação e construção de projetos voltados ao desenvolvimento econômico e social do Estado, com base na definição de prioridades e oportunidades locais, valorizando os ativos e potenciais regionais.

O desenvolvimento do programa tem como foco estimular o investimento em inovação tecnológica para potencializar o crescimento do Estado e torná-lo capaz de gerar, reter e atrair empreendedores, negócios e investimentos intensivos em conhecimento.

A metodologia para construção do programa Inova RS, desenvolvida pela SICT, contempla oito passos e, com o apoio do núcleo Inova, vem sendo implementada nos Ecossistemas Regionais de Inovação. 

Acesse o link para mais informações.

Fonte: SICT RS em 16/09/2021

Próximos Eventos