+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Rondônia inicia preparativos para 12ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Com o tema “Luz, Ciência e Vida”, a 12ª edição da Semana Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (SNCTI) foi anunciada para outubro, na manhã do último dia 25, durante reunião entre coordenadores do evento e diversas instituições parceiras, no auditório do Palácio Presidente Vargas. O evento será realizado simultaneamente em todo o país e é considerado o maior do segmento científico. Em Rondônia, a Semana é realizada desde 2004 e coordenada pela Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog).

Ao abrir o encontro, a gerente de Ciência, Tecnologia e Inovação da Sepog, Waldeneide Rangel, apresentou a equipe responsável pela realização do evento e destacou a importância da parceria para o sucesso da Semana, que em 2014 ficou em quarto lugar no Brasil em número de atividades realizadas.

Mais de 20 instituições públicas, privadas, de ensino, entre outras representações, marcaram presença na reunião demonstrando interesse em firmar parceria com o Estado para promover a popularização da ciência, tecnologia e inovação em Rondônia.

O coordenador da Semana, Emanuel Mirtil, lembrou que durante quatro anos consecutivos Rondônia se destacou na realização do evento, ficando em primeiro lugar na quantidade de atividades, e que neste ano é preciso resgatar o lugar no pódio fortalecendo parcerias. “A preparação do evento inclui reuniões periódicas e assinaturas do termo de cooperação com  parceiros que fizerem adesão à Semana”, explicou Mirtil.

Ano Internacional da Luz

A Organização das Nações Unidas proclamou que 2015 será o ano internacional da luz e das tecnologias baseadas em luz. Com base neste decreto, a 12ª edição da SNCT agregou o tema luz à ciência e a vida. A partir deste contexto, as instituições parceiras irão desenvolver suas atividades.

Segundo o coordenador de Pesquisa, Desenvolvimento e Tecnologia da Eletrobrás Eletronorte, Orlando Francisco, o tema é importante, principalmente, por contextualizar o apelo vivenciado hoje sobre o aquecimento global. Para ele, a luz faz parte da questão ambiental, pois abrange diversas modalidades. “A luz que gera energia pode ser da natureza ou forçada e as duas podem ser danosas quando utilizadas de forma incorreta. O tema é fundamental porque vai mexer com a vida de cada um, uma vez que todas as formas de luz merecem respeito ao ser tratadas, devido à influência que exercem na vida do homem”, destacou Franscisco.

Fonte: SEPOG-RO

Próximos Eventos