+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Rondônia cria fundação de amparo à pesquisa para estimular o desenvolvimento tecnológico do Estado

A região Norte tem mais um reforço para promover o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação. Trata-se da Fundação de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa do Estado de Rondônia, vinculada à Secretaria de Ciência e Tecnologia de Rondônia (Sectec-RO), que iniciou as atividades neste semestre.

Apesar de ter sido criada pela Lei nº 2.528, de 25 de julho de 2011, e sancionada pelo governador Confúcio Moura, a fundação é a penúltima a ser criada no Brasil. Resta apenas o Estado de Roraima para receber o incentivo.

Para o presidente da fundação, Alberto Lourenço, o diferencial da iniciativa se dá pelo cenário da região, que precisa de uma atuação específica. “O nosso Estado já tem programas que contemplam o desenvolvimento agrário. Agora, o nosso foco é fortalecer as empresas e as indústrias no que se refere à modernização tecnológica”, afirma. Ele também lembra que a iniciativa facilitará uma atuação conjunta com o governo federal, novos parceiros e projetos de potencial para Rondônia.

Um dos destaques de projetos inovadores que a agência de fomento planeja é a criação de uma fábrica de micropropagação por clonagem para a região. A iniciativa será realizada em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam).

“A nossa ideia é disponibilizar mudas clonadas aos produtores e colaborar com as indústrias de florestas plantadas, visto que não precisa esperar o tempo das sementes se desenvolverem. Isso trará um impacto produtivo e econômico para a economia local”, destaca o presidente. De acordo com o dirigente, o edital destinará R$ 600 mil para a ação.

Rondônia também está engajada no Programa de Pesquisa para o SUS (PPSUS), que contará com R$ 800 mil. No dia 27 de novembro será realizada uma reunião para definir os temas prioritários. O edital deverá ser lançado em dezembro e prevê a melhoria de serviços prestados pelo SUS à população, assim como o desenvolvimento de pesquisa e inovação em saúde e a formação de jovens pesquisadores. A fundação ainda lançará uma chamada pública voltada para a modernização da tecnologia e inovação do Estado em parceria com a Finep, previsto para 2013.

Para o presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), Mário Neto Borges, a criação da nova fundação será fundamental para organizar o sistema de CT&I no Estado e evoluir o país. “Criamos mais força para que a rede de CT&I atinja todos os Estados brasileiros”, ressaltou. “Essa região terá um canal para captar recursos de outras fontes, seja de ordem nacional ou internacional. Além disso, ao conhecer de perto as necessidades, a FAP estará apta para direcionar os recursos de forma eficiente”, analisa. Este ano, também foi criada uma FAP no Acre.

Conselho Curador

O conselho da Fundação Rondônia de CT&I foi instituído no dia 12, pelo governador Confúcio Moura, no auditório do Palácio Presidente Vargas, em Porto Velho (RO). O presidente da fundação reforçou a importância da entidade para o fomento à pesquisa e inovação, após 23 anos de espera. “Agora podemos consolidar os nossos objetivos buscando recursos federais para promover pesquisas e, consequentemente, trazer o desenvolvimento tecnológico para o Estado”, afirmou.

Fonte:  Agência Gestão CT&I

Próximos Eventos