+55 (61) 4101-6508 / 4101-6509

Giro nos Estados

Rio de Janeiro vai ganhar sua primeira fábrica de biodiesel

O Rio de Janeiro, hoje, consome 2 bilhões de litros de diesel/ano, sendo que 100 milhões são biodiesel, cuja adição de 5% é obrigatória em todo o Brasil. Mas, até julho, o estado não precisará mais consumir biodiesel produzido fora do Rio, já que vai ganhar a sua primeira fábrica, no município de Porto Real, no Sul fluminense.

A Grand Valle Bioenergia vai produzir os 100 milhões de litros/ano que dará autossuficiência ao estado. Além disso, vai contribuir, no futuro, com a agricultura familiar, pois o Programa Nacional de Biocombustíveis (PNB) obriga todos os produtores a adquirirem 30% de sua matéria prima (óleo vegetal) da agricultura familiar. No caso do estado, isso significa 30 milhões de litros de biodiesel/ano.

A empresa pretende cumprir a exigência a partir do óleo do pinhão manso, o que vai contribuir também com o meio ambiente (a planta tem potencial para recuperar solos degradados com baixa quantidade de água). Para isso, serão necessários 10 mil hectares, considerando que a produção média é de 3 mil litros de óleo vegetal por hectare/ano. Para cada hectare, precisa-se de pelo menos um agricultor para realizar o plantio, cuidar da conservação do solo e fazer a colheita.

“Esta iniciativa deverá vir de assentamentos de pequenos agricultores de ONGs e OSCIPs (Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público), além das prefeituras de vários municípios, que já demonstram grande interesse” informa Nelson Furtado, coordenador do programa Rio Biodiesel, da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, e pesquisador do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), instituição vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnoiogia (MCT).

Segundo Furtado, graças ao apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Faperj), entre outros, o Rio foi fundamental para que o país tivesse o maior conhecimento sobre o tema. O estado possui o maior número de engenheiros químicos, mestres e PhDs nessa área e o maior laboratório da América do Sul. Já são 19 projetos financiados pela Faperj em várias universidades, entre elas a UFRJ, que mantém uma linha de pesquisa inovadora. Em 2009, o programa Rio Biodiesel completou dez anos.

Fonte: Secretaria de Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro

Compartilhe:

    Próximos Eventos