+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Recursos do governo viabilizam projetos científicos em Rondônia

Mais de 3 milhões de reais estão sendo investidos pela Secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral (Seplan), por meio da Gerência de Ciência, Tecnologia e Inovação (GCT&I), em pesquisas científicas e tecnológicas, em Rondônia. A parceria com diversas instituições de pesquisa possibilita o desenvolvimento dos projetos.

Na parte de infraestrutura necessária para execução de pesquisas, estão sendo viabilizados R$ 100 mil reais, que contemplam 12 projetos nas áreas de química do solo; material biológico e agrícola; nutrição; e saúde animal, vegetal e humana.  Entre esses projetos está o desenvolvimento de um biosensor magnético biodegradável capaz de identificar tumores malignos em humanos. A pesquisa chegou a ser apresentada na “9ª Conferência Internacional de aplicações científicas e clínicas de portadores magnéticos”, nos Estados Unidos.

A formação de doutores com foco na biodiversidade e biotecnologia  também é entendido pelo governo como meio para que o Estado se torne mais competitivo e com desenvolvimento sustentável. Por isso, mais de R$ 600 mil reais  estão sendo investidos em dois projetos:  ‘Identificação de novos compostos quimicos contra malária e Leishmaniose’ e ‘ Banco de Venenos e Secreções da Amazônia Ocidental e Orintal’.

Já para fixação de doutores desvinculados do mercado de trabalho, em instituições de ensino superior e pesquisa, o governo disponibilizou o valor de  R$ 300 mil, para execução de cinco projetos,selecionados dentro do Programa de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regional (DCR).

A Seplan também investe na promoção e assistência técnica especializada na inovação em Médias, Micros e Pequenas Empresas. Mais de R$ 640 mil foram disponibilizados para estruturação da Rede de Extensão Tecnológica de Rondônia.

Pólo de Pesquisas em Saúde Pública

Um dos maiores investimentos do governo em CT&I é a criação do Pólo de Pesquisas em Saúde Pública do Estado de Rondônia.  A implantação é fruto da parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).

Para a construção da infraestrutura física do Pólo, o governo do Estado cedeu o terreno no valor de aproximadamente um milhão e meio de reais e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) vai investir cerca de R$ 2 milhões e meio no projeto. A FioCruz/RO, em conjunto com a Universidade Federal de Rondônia (Unir) e o Centro de Pesquisa em Medicina Tropical (Cepem), será responsável pela execução do projeto.

Fonte: Ascom – Seplan – Rondônia

Próximos Eventos