+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Quatro chapas concorrem à Reitoria da UEM – PR

No próximo dia 18 de agosto, docentes, agentes universitários e acadêmicos da UEM vão às urnas para escolher os futuros reitor e vice-reitor da Instituição. Quatro chapas estão na disputa. O prazo de inscrição terminou nesta segunda-feira, dia 30.

UEM Autônoma – A primeira chapa a protocolar a inscrição foi a UEM Autônoma, Democrática, Participativa, Transparente e Sustentável, que tem como candidato a reitor o professor  Mauro Ravagnani, e candidata a vice a professora Maria Célia Cortez Passetti. Eles inscreveram a chapa na sexta-feira (27), às 16h30, no Protocolo Geral da UEM.

O grupo também vai adotar medidas adequadas para a solução dos problemas de sustentabilidade da UEM, especialmente, na sua vertente ambiental; aprofundar a discussão sobre o Plano Diretor da Universidade e a redistribuição de espaços e vias para garantir que as pessoas tenham as melhores condições de trabalho. Outra proposta é elaborar um diagnóstico claro da situação e a adotar um plano que contemple ações para a melhoria da infraestrutura da Universidade. “Nossa chapa pretende fazer a gestão da universidade de forma colegiada, democrática, participativa e transparente. Vai apresentar aos Conselhos Superiores propostas para a solução dos problemas, ao invés de ‘jogar’ o problema para que os Conselhos o resolvam”, destacou o professor Ravagnani.

Atuar e Mudar – A chapa Atuar e Mudar, encabeçada pelos professores Júlio Damasceno e Mauro Baesso, foi a segunda a se inscrever no Protocolo Geral. Durante o procedimento, os candidatos agradeceram a presença e a confiança dos que estavam presentes. Damasceno destacou que estavam motivados e sabiam da seriedade que representa concorrer à Reitoria da UEM.Comentou que fizeram trabalho de base e assumiam compromisso de se esforçarem, se dedicarem e agirem com coragem para enfrentar tudo o que vem pela frente. Para ele, todos os desafios pressupõem a construção de um canal sólido junto a lideranças locais, regionais e nacionais para que tudo que foi pautado para uma UEM melhor se cumpra, entre eles, a questão de recursos humanos e financeiros.

Baesso ressaltou que o objetivo é lutar por uma universidade melhor para alunos, agentes universitários e professores. Disse que o foco da campanha é o reforço para a graduação. “Precisamos um olhar especial para a graduação e colocar a Pró-Reitoria de Ensino em outro patamar na Universidade”. Para ele, a pós-graduação também é uma prioridade, assim como a infraestrutura de modo geral, a necessidade de se repor e motivar o quadro de agentes universitários e docentes, efetivar os temporários. Para ele, outro desafio é montar uma equipe que trabalhe como tal e de forma competente e integrada em todos os setores e câmpus.

Novos Desafios – A chapa Universidade Pública Sempre: novos desafios, que tem como candidatos os professores Décio Sperandio e Sandra Marisa Pelloso, foi a terceira a se inscrever. Para Sperandio, é uma satisfação e um prazer, mais uma vez, concorrer à Reitoria e junto com a professora Sandra, de quem conhece o perfil e o potencial de trabalho e o que tem feito pela UEM. Destaca que, entre os desafios a serem enfrentados, está a gestão de problemas do cotidiano da Universidade e que têm sido um peso contra a Instituição.

Sperandio ressalta que é preciso aproveitar o capital humano e científico da UEM na captação de recursos e na elaboração e execução de projetos estratégicos em diversas áreas, como ensino de graduação, ciência, tecnologia, inovação, pós-graduação, extensão, cultura, esporte, cooperação com educação básica, marketing institucional, assistência estudantil e nas relações institucionais da UEM com Maringá e municípios da região, com o Estado e com a União. Complementando a fala, Pelloso destacou que desejam uma universidade para todos e que o trabalho será feito em conjunto com os conselhos superiores da Instituição, pensando a UEM para daqui dez anos.

Juntos Podemos + – A chapa Você Pode. Juntos Podemos + foi a última a inscrever-se. Tendo à frente os professores Mário Azevedo e Paulo Fernando Soares, a chapa traz a marca de uma construção coletiva pela busca da unidade em torno do cumprimento da missão da UEM, conforme salientaram os candidatos. “Nossa marca também é a da humanização e a da valorização de toda a comunidade universitária: estudantes, agentes universitários e docentes”, disse Azevedo, lembrando que o lema da chapa(Juntos podemos mais) é justamente o da valorização da iniciativa individual que, no conjunto de ações, ganha força”, disse.

Agradecendo os apoiadores da chapa, Mário Azevedo, reconheceu que a disputa não será fácil, mas disse que “o fardo é doce” porque “temos a alegria de estar em um grupo que trabalho com alegria e amizade”. “E também pela certeza de que temos um bom plano de trabalho a cumprir”.

Homologação – A homologação das chapas e a lista definitiva dos eleitores será divulgada até o dia 7 de julho. A realização do primeiro turno está marcada para 18 de agosto e, caso haja necessidade, o segundo turno ocorre em 1º de setembro. A posse dos novos gestores será no dia 10 de outubro. www.uem.br/eleicao.

Fonte: SETI PR

Próximos Eventos