Giro nos Estados

Qualificação de professores de Educação Física preocupa no Norte

Ao todo, 7500 profissionais da categoria trabalham na Região. A maior parte deles, porém, não possui bacharelado.
 

No Norte do Brasil, a formação de professores de educação física não tem atendido ao mercado de trabalho de forma satisfatória. Segundo o Conselho Federal da categoria, estima-se que existam 7500 profissionais na região, principalmente trabalhando em academias.

Porém, com a expansão desse mercado na região, a capacitação dos professores não está acompanhando o ritmo e criando uma situação de irregularidade, pois a lei determina que esses profissionais só devem atuar em academias se possuírem bacharelado e não apenas licenciatura, como ocorre na maioria dos casos.

Segundo o presidente do Conselho Regional de Educação Física, Jean Carlo Azevedo, o órgão acaba tendo que relevar as irregularidades por causar dessa falta de qualificação. “Não estamos conseguindo atender a demanda do bacharel nos Programas de Saúde da Família, hospitais e academias. Por causa disso, muitas vezes, o profissional licenciado acaba assumindo esse papel, tomando essa responsabilidade e nós, como fiscalizadores, acabamos aceitando essa situação por ser um profissional de Educação Física, mesmo fora de sua área de atuação”, afirmou.

O Conselho Federal de Educação Física informou que está cobrando do Governo Federal a abertura de mais cursos de bacharelado na área.

Fonte: G1

Próximos Eventos