Giro nos Estados

Projetos de desenvolvimento sustentável da Amazônia serão premiados

Os Prêmios Professor Samuel Benchimol e Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente 2018 estão com inscrições abertas para projetos voltados para o desenvolvimento sustentável da Amazônia. As candidaturas podem ser realizadas até 31 de agosto de 2018.

A iniciativa tem como objetivo incentivar e reconhecer ações em prol da região amazônica. O Samuel Benchimol inclui duas categorias: a primeira de Desenvolvimento Sustentável na Região Amazônica para projetos inovadores que resultem de estudos que considerem à conservação ambiental, a responsabilidade social e a viabilidade econômica. A segunda, Personalidades dedicadas ao Desenvolvimento Sustentável da Região Amazônica, é destinada a personalidades do meio empresarial e acadêmico.

O Prêmio Banco da Amazônia tem a categoria Iniciativa de Desenvolvimento Local para realizações que revelem o potencial de transformação da Região Amazônica, no âmbito sustentável, da economia criativa e verde e/ou agroecologia e produção orgânica. A segunda é a Empresa na Amazônia destinada a empresas da região ligadas ao fortalecimento de cadeias produtivas identificadas ao desenvolvimento sustentável.

Apenas as primeiras categorias dos dois prêmios terão valores em dinheiro. Em cada uma serão selecionados três projetos, sendo que o primeiro colocado receberá o valor de R$ 35 mil, o segundo , R$ 15 mil, e o terceiro, R$ 10 mil. Havendo somente um vencedor para cada uma dessas categorias, eles receberão o valor total de R$ 60 mil.

Os projetos podem ser apresentados por pessoas de todas as ocupações, de qualquer parte do Brasil e do exterior, desde que estejam diretamente relacionadas com o desenvolvimento da Região Amazônica. Os trabalhos poderão ser apresentados individualmente ou em grupo e cada participante poderá se candidatar em mais de uma categoria, desde que com propostas distintas.

O julgamento será realizado em 18 de outubro e a outorga será dia 23 de novembro, na Federação das Indústrias do Estado do Pará, que este ano sedia a premiação.

As premiações recebem o apoio do Banco da Amazônia, do grupo Bemol/Fogás, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, por meio do seu Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, da Confederação Nacional da Indústria, das Federações de Indústrias da Região Amazônica e das Fundações de Amparo à Pesquisa da Amazônia Legal, dentre outras instituições.

Mais informações: www.amazonia.ibict.br.

Fonte: Agência Fapesp

Próximos Eventos