+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Projeto iniciado com apoio da Fapes leva empresa capixaba ao prêmio internacional de sustentabilidade

O projeto ReNaturalize da empresa capixaba Aplysia Soluções Ambientais conquistou o prêmio BRICS Solutions for SDGs Awards 2021 – Categoria ODS6 – voltada para a gestão sustentável da água potável e do saneamento. A empresa capixaba é a única brasileira premiada entre 298 concorrentes. O anúncio oficial foi feito neste mês de setembro pelo Conselho Empresarial responsável pela organização da premiação voltada a reconhecer ações e projetos realizados nos países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), que contribuam para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS da ONU.

 O caminho até a conquista do prêmio foi longo e teve início por meio do Edital Tecnova 013/2013, no valor de R$ 377,7 mil, executado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo – Fapes (R$ 257,8 mil) e com apoio da Financiadora de Estudos e Projetos – Finep (R$ 119,9 mil).

O ReNaturalize é um projeto de restauração fluvial que se diferencia por recuperar a natureza com técnicas inspiradas nas estratégias de transformação natural do meio ambiente, utilizadas nos Estados Unidos e Europa. A Aplysia adaptou as mesmas técnicas para as condições tropicais e dentro da realidade pluvial do Espírito Santo. O primeiro trabalho executado foi na bacia do rio Mangaraí, localizado, em sua maior parte, na zona rural dos municípios de Santa Leopoldina e Cariacica.

Os excelentes resultados obtidos pelas novas técnicas de recuperação do rio repercutiram em matérias na mídia em todo o Brasil. A Aplysia acabou sendo contratada pela Fundação RENOVA para executar a recuperação do rio Gualaxo do Norte, em Minas Gerais, pertencente à bacia do rio Doce, severamente atingido pelo rompimento de uma barragem de resíduos de minério, na cidade de Mariana, também em Minas Gerais. Acidente que ficou conhecido como a “Tragédia de Mariana”.

A diretora técnica da Aplysia, Tatiana Heid Furley, destacou o impacto ambiental positivo do projeto, que além de atender ao objetivo imediato de uma melhor qualidade da água, o ReNaturalize, deixa um legado progressivo de aumento da biodiversidade, acompanhado por melhores condições de controle de erosão, enchentes e secas, ao mesmo tempo que abre oportunidades de relacionamento com as comunidades e de parcerias com outros atores sociais e econômicos.

O secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann, ressaltou a importância de a iniciativa do projeto ter sido no Espírito Santo. “Ter uma empresa capixaba premiada internacionalmente pelo seu trabalho e ideias inovadoras é motivo de muito orgulho para nós capixabas. E para o Governo do Estado, é uma demonstração clara de que nossas políticas públicas de incentivo à inovação estão surtindo resultados e mudando a vida das pessoas e das empresas do nosso Estado”, disse.

Ainda segundo Hoffmann, a estratégia segue a orientação do governador Renato Casagrande. “Sempre pensamos em investimentos que darão resultados diretos na qualidade de vida e no desenvolvimento dos capixabas e de seus negócios. Deixo aqui meus parabéns à empresa pelo trabalho e reitero o compromisso em continuarmos acreditando e fomentando o potencial de inovação e criação da nossa gente”, pontuou.

A diretora presidente da Fapes, Cristina Engel, frisou os impactos positivos do projeto e a importância em apoiar ações que beneficiam a sociedade. “O conhecimento tem auxiliado na busca do equilíbrio entre o ser humano e o ambiente. Quanto mais se conhece, mais o horizonte se abre para a busca de soluções a problemas normalmente causados pelo próprio homem. Assim, quando esse conhecimento é utilizado no desenvolvimento de tecnologia para a melhoria dessa relação homem e ambiente, todos ganham. Sem equilíbrio – ambiental, social e econômico – não há desenvolvimento que se sustente. Apoiar iniciativas como a ReNaturalize faz parte dos objetivos da Fapes e nos dá a certeza de que os investimentos feitos com recursos públicos estão, de fato, resultando em benefícios para o planeta e para a sociedade”, avaliou Cristina Engel.

Tatiana Furley enalteceu a conquista do prêmio com reconhecimento internacional do trabalho: “o ReNaturalize é um projeto exemplar dentro dessa estratégia, pois é vinculado a diferentes ODS, com resultados efetivos, já comprovados na prática. Estamos muito felizes em saber que o júri internacional do BRICS Solutions for SDGs Awards 2021 o reconheceu como inovador e eficaz.”

Técnicas do ReNaturalize

O projeto ReNaturalize utiliza, basicamente, troncos de eucalipto. O objetivo é melhorar a qualidade da água, recriar habitats e aumentar a biodiversidade do rio. Os resultados obtidos apontam para um aumento de 80% da quantidade de peixes. A inovação conta com a utilização de troncos amarrados com cabos de aço em pontos do rio. O método possibilita a redução da velocidade da água, o que permite uma infiltração maior no lençol freático. Além de oxigenar a água, os troncos dispostos no rio ajudam a reter os sedimentos que descem a correnteza e que assoreiam não só o afluente, mas também o rio principal, diminuindo custos com sulfato de alumínio em Estações de Tratamento de água, dragagens e gestão de seca e enchentes.

Sobre o BRICS Solutions for SDGs Awards 2021

Organizado pelo Conselho Empresarial dos BRICS, tem como objetivo reconhecer e divulgar mundialmente soluções relacionadas com os 17 ODS. Os projetos premiados são selecionados com base em uma avaliação criteriosa realizada por um júri de especialistas internacionais, que leva em consideração a eficiência, a sustentabilidade, a replicabilidade e a inovação.

Fonte: SECTIDES em 28/09/2021

Próximos Eventos