Giro nos Estados

Projeto incentiva inovação nas empresas piauienses

Empresas dos setores de alimentação, construção civil, móveis e reparação de veículos automotores do Piauí poderão contar com um apoio a mais para implementarem processos inovativos. Trata-se do projeto de Agenciamento do Processo de Inovação nas Micro e Pequenas Empresas (ALI), lançado na última terça-feira (27), na sede do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), no Estado.

A iniciativa, desenvolvida para se tornar uma ferramenta de promoção da inovação tecnológica, de produtos e serviços, beneficiará cerca de 750 empresas nas cidades de Teresina, Parnaíba, Floriano, Picos e Piripiri. Entre as atividades previstas estão a capacitação dos ALIs; workshops de inovação; oficina de contratualização, em que serão discutidos os resultados a serem alcançados e estabelecidas as metas; oficinas de planejamento, que acontecerão a cada seis meses para avaliação das ações; agenciamento e promoção da inovação nas empresas de micro e pequeno portes; e consultorias especializadas.

“A inovação é uma ferramenta essencial para garantir a sustentabilidade e a competitividade das micro e pequenas empresas, sendo um dos pilares do desenvolvimento. Este projeto é uma iniciativa que veio para fazer a inovação acontecer, por meio do repasse de instrumentos e conhecimentos para os empresários, de forma que os empreendimentos possam prosperar e gerar mais lucros”, destacou o diretor técnico do Sebrae no Piauí, Mário Lacerda.

O projeto é resultado de uma parceria do Sebrae Nacional, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), e dos empresários de micro e pequeno portes. A iniciativa terá ainda apoio das entidades de representação empresarial e das instituições de pesquisa de base científica e tecnológica.

Recursos humanos
Também na terça-feira o Sebrae e a Fapepi assinaram convênio que prevê o lançamento de um edital pela fundação para a seleção de 25 bolsistas, dos quais 15 serão escolhidos para se tornarem um ALI. Estes serão responsáveis pela identificação de oportunidades de inovação, sensibilização dos empresários e produção de um diagnóstico desses empreendimentos, de forma que as empresas possam atender melhor às necessidades do mercado e dos clientes.

“A Fapepi foi nosso parceiro imediato para execução desse projeto. Queremos criar uma rede de cooperação para integrar quem faz tecnologia, no caso as instituições de pesquisa, e quem vai utilizar as ferramentas, que são os empresários. O projeto ALI será uma espécie de laboratório para a criação de novos programas, fazendo com que a informação chegue aos empresários, dando a eles acesso a recursos e conhecimento. Precisamos fazer com que a inovação contribua para a melhoria da produtividade, gere lucro e melhore a estrutura das empresas”, concluiu o diretor superintendente do Sebrae no Estado, Delano Rocha.

Fonte: Gestão C&T

Próximos Eventos