+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Projeto do Governo do Amapá para jovens universitários incentiva conclusão do ensino superior

O Governo do Amapá lançou nesta segunda-feira,12, o Programa Amapá Jovem Universitário, coordenado pela Secretaria Extraordinária de Políticas para a Juventude (Sejuv) em parceria com Universidade Estadual do Amapá (UEAP) que ofertará 700 bolsas de incentivo para acadêmicos.

O governador Waldez Góes realizou, no Palácio do Setentrião, a assinatura do Termo de Cooperação para a execução do projeto juntamente com Reitora da UEAP, Kátia Paulino e o secretário de Políticas para a Juventude, Pedro Filé. O momento foi transmitido via live nas redes sociais da Secretaria de Juventude com a participação de mais de 1,3 mil jovens.

As inscrições online serão de 20 a 30 de abril inicialmente para acadêmicos da UEAP e posteriormente poderá ser expandido para outras instituições de ensino superior. A reitora da UEAP, Kátia Paulino, destacou que 80% dos alunos da universidade são oriundos da escola pública e que esse programa de fato é um estímulo a mais para conclusão do ensino superior.

“Temos um programa próprio de assistência estudantil que atende cerca de 400 alunos, mas sabemos que é um número insuficiente. Essa parceria com a Sejuv vai ampliar as medidas de proteção social, que visam a permanência dos alunos da universidade. Hoje com a realidade das aulas remotas o acadêmico precisa garantir uma conexão de internet de qualidade para ser estimulado para participar das aulas de forma ativa e não desistir da graduação”, avaliou a reitora.

O secretário de Juventude, Pedro Filé, esclareceu que o projeto surgiu após a realização do censo Amapá Jovem, onde a Sejuv identificou que apenas 3,8% dos bolsistas do programa possuem ensino superior e 14,7% estão cursando ou pararam a graduação. Além disso, 43,9% dos jovens beneficiários pararam o estudo no ensino médio.

“Serão ofertadas 700 vagas para jovens de 15 a 29 anos em vulnerabilidade social, matriculados na instituição de ensino. Para participar, o jovem deve estar dentro do perfil socioeconômico do programa Amapá Jovem. O governador Waldez já nos autorizou ampliar o número de vagas de acordo com a demanda”, frisou o secretário Pedro Filé.

O governador Waldez Góes lembrou que o Amapá é um dos pioneiros na criação de políticas para a juventude e que o protagonismo estudantil e juvenil é fundamental para a perpetuação de políticas de estado como essa.

“Eu sou um entusiasta da política para a juventude. Nós criamos a Secretaria de Juventude que hoje contempla 7 mil bolsistas através do Programa Amapá Jovem e até 2022 devemos aumentar esse número para 20 mil. Também criamos a universidade e temos o dever de fazer com que cumpra seu papel de inclusão social e de gerar oportunidades”, concluiu  Góes.

Fonte: Notícias do Amapá em 13/04/2021

Próximos Eventos