Giro nos Estados

Projeto apoiado pela SECTTI/FAPES será apresentado em Conferência Mundial em Portugal

Estimular a prática da ciência, principalmente entre crianças e adolescentes, divulgar, pela televisão aberta e Internet, as pesquisas realizadas no Espírito Santo e difundir seus resultados, aliando-os ao dia a dia das pessoas de forma simples e divertida, são os principais objetivos do Programa TV é Ciência, de popularização e divulgação científica e tecnológica e que será apresentado na II Conferência Mundial de Comunicação Ibero-Americana, na cidade de Braga, em Portugal, entre os dias 13 e 16 de abril de 2014.

O projeto/programa, pioneiro entre as televisões sediadas no Espírito Santo e raro entre as emissoras do País, é fruto de pesquisa apoiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes) entre os anos de 2007 e 2010. Desde então, recebe apoio institucional da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Trabalho (Sectti), Companhia de Desenvolvimento de Vitória (CDV), Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e Emescam.

O projeto de pesquisa de popularização e divulgação científica pela mídia televisiva começou a ser desenvolvido em 2006, e o Programa TV é Ciência passou a ser veiculado pela TV Educativa do Espírito Santo (TVE-ES) em 13 de março de 2007. Em 2009, foi selecionado para a Mostra Internacional de Ciência pela TV – Mostra Ver Ciência, organizada pelo Ministério da Ciência e pela BBC de Londres e, desde setembro de 2013, vai ao ar para todo Brasil pela TV Brasil, toda quinta-feira, às 7h30, com horário alternativo aos sábados, ao meio dia (www.tvbrasil.com.br/tveciencia).

O caso do Programa TV é Ciência virou tema de pesquisa de mestrado do jornalista Lucyano Ribeiro, no programa de pós-graduação em Políticas Públicas e Desenvolvimento Local, da Emescam, e, agora foi selecionado para apresentação científica na II Confibercom 2014 (www.confibercom2014.org). “A seleção é mais um reconhecimento à qualidade do trabalho dos pesquisadores do Espírito Santo e temos certeza que os pesquisadores dos países de língua ibero-americana, reunidos em Portugal, vão dar contribuição ímpar a seu aperfeiçoamento”, defendeu Ribeiro.

Para o Secretário da Sectti, Jadir Pela, estes eventos internacionais são fundamentais para valorização dos produtos desenvolvidos no Espírito Santo. “Precisamos valorizar o que é feito por nós e divulgar as ações do Estado, assim seremos incluídos em outros mercados e nossos projetos mais valorizados”.

Fonte: SECTTI-ES

Próximos Eventos