+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Programa disponibiliza internet de qualidade em todo o DF

Os avanços de velocidades e o alcance do sinal do wi-fi permitiram a disseminação de pontos de internet sem fio nas cidades. Segundo o localizador de hotspots da empresa Jiwire, são cerca de 789 mil pontos ao redor do mundo — 4.237 no Brasil e 159 no DF. Em Brasília, a principal iniciativa de wi-fi gratuito em áreas públicas é o Conecta DF, cujo piloto foi lançado em setembro do ano passado em três áreas: a Rodoviária do Plano Piloto, o Parque da Cidade e o Estádio Nacional de Brasília. Quase um ano após a iniciativa, os pontos ainda são os mesmos, mas há planos de expansão para o próximo mês. Nos lugares em que o sinal de internet foi disponibilizado pelo GDF, a conexão funciona bem, mas apenas em pontos determinados de cada local proposto.

A contadora Sílvia Helena Carvalhedo, 24 anos, descobriu a internet gratuita no Parque da Cidade por meio de um trabalho sobre contabilidade pública e foi até o local, próximo ao Quiosque do Atleta, para testar a rede. “Usei por duas horas e consegui acessar tudo que precisava sem problemas. A conexão é muito boa e o sinal também. Consegui até pegar um pouco da internet no estacionamento do parque”, conta. Nas áreas públicas, o Informática detectou bem o sinal e a navegação fluiu com boa velocidade, mas em amplos ambientes o alcance foi curto, como no Parque da Cidade, onde a rede funciona próxima ao Quiosque do Atleta, e o Estádio Nacional, no qual o usuário deve ficar ao lado dos tapumes da obra para conseguir a conexão.

Nas áreas públicas, o Informática detectou bem o sinal e a navegação fluiu com boa velocidade, mas em amplos ambientes o alcance foi curto, como no Parque da Cidade, onde a rede funciona próxima ao Quiosque do Atleta, e o Estádio Nacional, no qual o usuário deve ficar ao lado dos tapumes da obra para conseguir a conexão. Segundo o governo, o Conecta DF ainda está em fase de testes. “Foi um laboratório, no qual tivemos duas vertentes importantes. A primeira foi para oferecer serviços para a população e para programas de inclusão digital. A segunda era testar o comportamento da rede”, explica o secretário de Ciência e Tecnologia do DF, Gustavo Brum.

Nesses onze meses, o GDF avaliou o alcance e o diâmetro do sinal, o volume de acessos e mapeou o comportamento da rede. Atualmente, o GDF negocia contratos com a Telebras, responsável pelo sinal, e com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), que fez os projetos de conexão nessa etapa de testes. Para o próximo mês, o governo deve anunciar a primeira fase de implementação do programa, que se estenderá a mais cinco regiões administrativas, ainda não divulgadas. O objetivo é ampliar a cobertura para todo o Distrito Federal até o início da Copa de 2014. A velocidade prevista é de 1Gbps.

Paradas

Outros dois pontos de internet gratuita são as paradas culturais. O sinal foi disponibilizado em maio deste ano, por meio de um projeto do Açougue Cultural TBone em parceria com a Fundação Banco do Brasil e com a Petrobras. As paradas ficam no Setor Bancário Sul (estação Galeria) e nas quadras 712 e 512 da Avenida W3 Norte. Para uma próxima fase, o projeto também prevê internet sem fio nos pontos da 714, da 514 e da 516. O teste do Informática foi feito entre 14 e 15 de agosto, em locais públicos com wi-fi grátis: os pontos do Conecta DF; as paradas culturais da estação Galeria, no Setor Bancário Sul, e das quadras 712 e 512 da Avenida W3 Norte; além de outros lugares com conexão própria, como a Biblioteca Nacional e os shoppings Conjunto Nacional, Park-Shopping, Pier 21 e Iguatemi. Para aferir a conexão, foram utilizados dois iPhones, que acessaram às páginas de internet e aplicativos de redes sociais. O único local em que não foi possível encontrar nenhuma rede foi a parada cultural da 512/712, na W3 Norte. Já nos shoppings, o alcance foi bom em praticamente toda a extensão dos prédios. As conexões são gratuitas, mas a maioria dos centros comerciais avaliados pede cadastro prévio. Em julho, São Sebastião foi escolhida para ser a cidade de testes do programa Banda Larga 0800, que prevê acesso à internet gratuita para cidadãos, por meio de aparelhos celulares, a um portal com serviços do Governo Federal, que oferece serviços como telefones úteis, vagas de emprego e localização das agências do trabalhador no DF, concursos públicos, horários de linhas de ônibus e do metrô, entre outras informações.

Fonte: SECT-DF com informações do Correio Braziliense

Próximos Eventos