Giro nos Estados

Primeiro dia de Seminário na UVA é marcado pela participação e debate

O Centro de Convenções de Sobral foi palco para a abertura, nesta terça (4), do Seminário que trata de assuntos relacionados à Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), com tema central “O papel das universidades estaduais frente ao desenvolvimento do Estado do Ceará”. Cerca de 400 pessoas participaram da solenidade, que teve a presença de autoridades, professores, servidores técnico-administrativos e estudantes, além da administração superior da Universidade.

O Seminário é realizado e coordenado pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado (Secitece), com apoio da UVA. Compuseram a mesa o governador Cid Gomes, acompanhado do prefeito de Sobral, Clodoveu Arruda; da reitora da UVA, Palmira Soares; do secretário da Secitece, René Barreira; do deputado estadual Teodoro Soares, do ex-ministro Leônidas Cristino; da reitora da Universidade Regional do Cariri (Urca), Otonite Cortez; da vice-presidente do Sindicato dos Servidores Técnico-administrativos da UVA, Gláucia Menezes; da representante dos docentes da UVA, professora Silvia Helena; e do presidente do DCE da UVA, Alan Rodrigues.

O prefeito de Sobral deu as boas-vindas aos presentes, ressaltando o valor do Seminário, que “demonstra o caráter democrático e o interesse do governador em realizar um processo de discussão aberto”. De acordo com Clodoveu Arruda, “Sobral é uma cidade universitária e existe uma grande parceria da UVA em iniciativas que beneficiam diretamente o município e toda a região Norte”.

O presidente do Diretório Central dos Estudantes da UVA, Alan Rodrigues, reconheceu como uma conquista de todos que fazem a universidade a realização do Seminário. Já a professora Silvia Helena, que no ato representava os docentes, afirmou que é objetivo do evento a chegada de um consenso entre todas as partes envolvidas no processo de discussão, para que as demandas possam ser atendidas, opinião compartilhada pela vice-presidente do sindicato dos servidores técnico-administrativos da UVA, Gláucia Menezes.

De acordo com a reitora Palmira Soares, a realização do Seminário movimentou a UVA de um modo salutar. Para ela, o evento é também mais uma forma de estimular o estreitamento entre as três universidades estaduais.

Já o secretário René Barreira reiterou a evolução da educação no Ceará em todos os níveis, desde a instalação de 100 escolas de educação profissional de tempo integral, ao investimento nas universidades estaduais, que mais que triplicaram nos últimos sete anos. “UVA, Urca e Uece também realizam um papel fundamental para a interiorização do conhecimento dentro do Estado, sendo as universidades que melhor remuneram os seus docentes no País, comparadas com universidades estaduais, federais e institutos federais de educação”.

Ainda de acordo com o secretário da Secitece, o seminário é uma oportunidade para se discutir o papel estratégico das universidades na geração e na transferência de conhecimento. “Esperamos que este momento contribua para a reflexão sobre uma maior integração das universidades e para se pensar em uma mobilidade acadêmica entre as instituições”.

O governador Cid Gomes fez um breve histórico da atuação da UVA ao longo dos anos e reforçou a importância de se conhecer a fundo a instituição e também os anseios e vocações da região.

De acordo com o governador, a universidade não pode ser vista como um ente em si mesma. Ela deve servir à população e cumprir o papel de melhorar o local em que encontra-se inserida.

Logo após a solenidade de abertura, o diretor geral do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), Flávio Ataliba, fez um balanço geral sobre o desenvolvimento do Estado ao longo dos anos. De acordo com os gráficos, houve um aumento significativo do Produto Interno Bruto do Ceará dentro do PIB do Brasil. Ainda de acordo com as pesquisas, as maiores oportunidades do Estado estão no setor de Serviços.

A manhã do primeiro dia de Seminário foi encerrada com uma palestra da reitora Palmira Soares mostrando a evolução da UVA e os números atuais da universidade.

Grupos de trabalho

Durante o período da tarde, os participantes do Seminário reúnem-se em forma de grupos de trabalho no Campus da Betância/UVA, para tratar dos seguintes temas: política de assistência estudantil; política de pessoal docente; infraestrutura: redimensionamento e expansão; política de pessoal técnico-administrativo; autonomia e financiamento público das universidades; democracia e universidade.

O governador está presente em todos os momentos do Seminário, acompanhando de perto as discussões e participando ativamente do evento. Os temas estão sendo debatidos por representantes da administração superior da UVA, professores, servidores técnico-administrativos e estudantes.

Os grupos de trabalho também discutem os cinco pontos que foram acordados em relação à pauta emergencial da greve, que resultará, por exemplo, no levantamento da demanda de vagas, a ser apresentada ao governador e que irá subsidiar a elaboração do edital de concurso público.

Programação do segundo dia de Seminário

Nesta quarta-feira (5), a partir das 8 horas, no ginásio poliesportivo do Centro de Ciências da Saúde (CCS/UVA), os grupos de trabalho apresentarão os resultados obtidos em cada grupo para que seja elaborado o texto com a redação final do evento. O documento será apreciado e encaminhado ao Governo do Estado.

Eventos semelhantes ao da UVA também serão realizados na Universidade Regional do Cariri (Urca) e na Universidade Estadual do Ceará (Uece), ainda em fevereiro.

Fonte: Secitece

Próximos Eventos