Giro nos Estados

Primeira mulher a dirigir a Poli-USP toma posse nesta quarta-feira

O reitor da Universidade de São Paulo, Vahan Agopyan, empossa nesta quarta-feira, 21, a professora Liedi Légi Bariani Bernucci como primeira mulher a dirigir a Escola Politécnica da USP, instituição fundada em 1.893. O professor Reinaldo Giudici assumirá como vice-diretor. A cerimônia será realizada às 18h30, no auditório do Centro de Difusão Internacional (CDI), no campus da USP no bairro do Butantã, em São Paulo. O evento terá transmissão ao vivo pela internet.

A eleição ocorreu no dia 7 último, para um mandato de quatro anos. Liedi Bernucci terá o desafio de dirigir uma instituição com uma população majoritariamente masculina. Dos 445 professores, 388 são homens (87%). Dentre os 6.700 alunos, a proporção é de uma mulher para cada quatro homens.

Terá o desafio também de dirigir a maior escola de Engenharia do país e a melhor da América Latina segundo o QS World University Rankings e o Times Higher Education. A Poli está entre as cem melhores do mundo, pelo Academic Ranking of World Universities. A Escola se destaca em vários aspectos:

• Desenvolveu o primeiro computador brasileiro e esteve presente nos maiores desafios da engenharia nacional, como o Metrô de São Paulo, a hidrelétrica de Itaipu e o Pré-Sal.

• Foram alunos da Poli empresários que ajudaram a formar a economia brasileira moderna, como Antônio Ermínio de Moraes e Olavo Setúbal. Empresários de destaque atualmente, como Pedro Luiz Passos, Pedro Wongtschowski e Rubens Ometto. E empresários da economia digital, como os fundadores da Buscapé e da 99 Taxi.

• Na vida política sempre houve a atuação destacada de politécnicos, como Lucas Nogueira Garcez, Prestes Maia, Mário Covas, Henrique Meirelles, José Serra e Gilberto Kassab (todos envolvidos em denúncia.

• A Poli tem parceria com cerca de 70 universidades, de 20 países. Mais de 20% dos alunos têm algum tipo de intercâmbio no exterior.

A professora Liedi Bernucci se formou na Poli em Engenharia Civil em 1981. Fez mestrado em Engenharia Geotécnica e doutorado em Engenharia de Transporte. Ingressou na carreira docente da Poli em 1986; em 2006 tornou-se professora titular. Foi chefe do Departamento de Engenharia de Transportes e desde 1995 coordena o Laboratório de Tecnologia de Pavimentação.

Entre os destaques do programa-base apresentado pela nova diretora para o período 2018-2022 estão: consolidar e aprimorar a reforma curricular; ampliar a internacionalização, com oferta de mais cursos ministrados em inglês para atrair alunos estrangeiros; melhorar os indicadores dos programas de pós-graduação; ampliar o número de instituições parceiras no programa de duplo diploma; buscar mais parcerias para execução de pesquisas em cooperação; ter mais iniciativas como as da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), entre outras iniciativas.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos