+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Polo Aeroespacial de Tupaciguara decola em MG

O Governo de Minas – por meio das Secretarias de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), Educação (SEE) e Desenvolvimento Econômico (Sede) – lançou oficialmente nessa terça-feira (3) o Polo Aeroespacial de Tupaciguara, município do Triângulo Mineiro localizado a 640 km de Belo Horizonte e a 70 km de Uberlândia.

O Polo Aeroespacial de Tupaciguara faz parte do projeto Complexo Aeronáutico, que terá mais três polos no estado (Itajubá, Lagoa Santa e Goianá na Zona da Mata) e o aeroporto internacional Tancredo Neves como aerotrópolis (cidade-aeroporto), inspirada em modelos bem sucedidos no mundo, como o de Cingapura e Dubai.

Na solenidade foi feito o anúncio da implantação do Centro de Inovação Aeroespacial em parceria com a empresa AXIS Aeroespacial e Universidade Federal de Uberlândia (UFU), e foi dada a ordem de serviço para a construção da Escola Técnica do programa Brasil Profissionalizado, que formará profissionais para o segmento. A escolha do município de Tupaciguara está relacionada diretamente aos aspectos de topografia e logística com apoio da prefeitura de Tupaciguara, além da proximidade com o curso de Engenharia Aeronáutica da UFU.

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, anunciou que Minas Gerais está investindo R$72 milhões no seu Complexo Aeronáutico, sendo R$50,5 milhões de emenda do senador Aécio Neves (PSDB) que serão liberados pelo Ministério da Educação. Serão contemplados nesse momento a UFU com R$11 milhões, a Unifei também com R$11 milhões, R$28,5 milhões para a Axis e a UFU implantarem o centro de inovação, o escritório de engenharia e o protótipo do Tupã; R$7,5 milhões estão sendo investidos na escola do Brasil Profissionalizado em Tupaciguara e outros R$7,5 milhões para o mesmo projeto em Lagoa Santa. A Fapemig já investiu 7,2 milhões no mock-up do Tupã.

O pró-reitor Walder Steffens Júnior disse que a UFU é parceira e poderá contribuir com o desenvolvimento do Polo Aeroespacial. Ele citou inclusive a expectativa de que a UFU possa implantar alguns cursos em Tupaciguara nos próximos anos. “Estamos juntos e seremos parceiros nessa empreitada”, disse.

AXIS – vanguarda na aviação civil e aeroespacial 

O diretor-presidente da AXIS, Daniel Marins Carneiro, afirmou que 3 de julho foi um dia especial para a aviação brasileira. “Temos que tentar o impossível e fazer algo grandioso. Precisamos comunicar à sociedade o que estamos fazendo em Tupaciguara”, observou. Explicou que o Tupã recebeu o apoio do governo mineiro e do governo federal. “Quando apresentamos o Tupã nos viram como uma fábrica de aviões, mas somos muito mais: somos uma empresa de inovação e desenvolvimento tecnológico”, frisou.

Daniel Carneiro explicou ainda da parceria estratégica do Instituto de Estudos Avançados (IEAv) do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da Força Aérea Brasileira. Segundo ele, o instituto é um dos mais avançados no mundo em estudos de veículos de propulsão a laser e hipersônica. Quanto à Escola Técnica do programa Brasil Profissionalizado, o diretor da AXIS disse que Tupaciguara terá entre os seus cursos, a capacitação para formar pilotos para a demanda do polo. “Teremos um dos melhores cursos de piloto do Brasil”, conclui.

O prefeito Alexandre Berquó disse que todos são testemunhas de um sonho realizado a partir do trabalho e da parceria exaltando todos os “atores” que participam do Polo Aeroespacial de Tupaciguara, citando o governo de Minas, por meio das secretarias e Fapemig, governo federal, AXIS, IEAv, Fiemg e a Câmara Municipal.

Pelo IEAv, o coronel Wilson Rosa de Almeida, que tomou posse em 2012, disse que o instituto está preparado para dar sequencia aos compromissos assumidos e que existem pesquisas avançadas em setores estratégicos. “Poderemos ter uma colaboração sinérgica com o Polo de Tupaciguara”, assegurou.

O presidente da Fapemig, Mário Neto Borges, disse da crença e convicção de que o polo de Tupaciguara vai decolar. De acordo com Borges, a conjunção de esforços da AXIS, IEAv, governo do Estado pelas secretarias e a participação da prefeitura municipal e do governo federal será decisiva para o sucesso da nova indústria. A secretária de Educação, Ana Lúcia Gazzola, observou que a escola do Brasil Profissionalizado é um esforço conjunto dos três entes federados e que o Estado assumirá a gestão.

Também estiveram em Tupaciguara o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fábio Veras; o vice-presidente da Codemig, Antonio Leonardo Lemos Oliveira e o deputado estadual Zé Maia, entre outras autoridades.

Ao final do evento, todos os convidados tiveram a oportunidade de conhecer o mock-up do Tupã, a plataforma com a aeronave demonstradora de tecnologias e as instalações da AXIS Aeroespacial em Tupaciguara.

Fonte: Sectes-MG

Próximos Eventos