Giro nos Estados

Plano Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação é lançado em Alagoas

O Plano Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (PCTI) foi lançado na noite de segunda-feira (3), no Hotel Jatiúca, quando também foi instalado o Conselho Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação e empossados seus primeiros membros. A solenidade contou com a presença do governador Teotonio Vilela, do vice-governador José Thomaz Nonô, do embaixador da Espanha no Brasil, Manuel de La Cámara, além de secretários de Estado, autoridades acadêmicas e atores locais envolvidos com o tema.

O governador Teotonio Vilela disse que os dois momentos foram de grande importância: a posse do Conselho, fundamental para traçar as políticas de Ciência e Tecnologia, e a entrega do Plano, que terá durabilidade para os próximos 10 anos. “Esse não é um plano de Governo, mas de Estado, pois terá durabilidade de dez anos. Mas já iniciamos, na prática, a execução desse planejamento, com os polos tecnológicos que estão sendo construídos em Batalha e Arapiraca, e o que está em fase de licitação, aqui no bairro do Jaraguá”, disse.

“Esse é um momento muito feliz para o nosso Estado, pois estamos sendo tratados com igualdade por todo Brasil, pelo Ministério da Ciência e Tecnologia. Agora temos um trabalho consistente, visando o futuro, estimulando jovens e empresas com ideias que se tornam realidade. Agradeço à Agência Nacional de Cooperação Espanhola, que foi uma das financiadoras do Plano, e vem sendo uma grande parceira do Governo”, completou o governador.

Além da Agência Espanhola, a Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea) também financiou o plano, construído durante quase um ano, com a participação ativa de atores que fazem parte do sistema da Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) local. “Tivemos a participação de pessoas ligadas às academias locais, empresários, gestores públicos, entre outros. Posso dizer que não foi um planejamento de gabinete, mas da necessidade da população. Esse é um momento histórico, pois a CTI, que era uma missão acadêmica, hoje se torna um projeto de Estado”, disse o secretário de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti), Eduardo Setton.

Para a elaboração e execução do Plano, a Secti contratou o Centro de Gestão em Estudos Estratégicos (CGEE), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Durante o evento, o presidente do Centro, Antônio Galvão, apresentou o plano, ressaltando a importância dos atores locais durante a preparação dele. “Foram diversas oficinas e entrevistas realizadas para que pudéssemos finalizar o plano. Um planejamento começa com a gente sonhando e desenhando o futuro e é assim, como Alagoas, que todo o Brasil deveria trabalhar: em um planejamento participativo”, declarou Galvão.

Ao final do evento, o vice-governador José Thomaz Nonô ressaltou a importância da instalação do Conselho, que será responsável por todos os assuntos relacionados à CTI no Estado. “Esse conselho vai ser extraordinário. O que estamos festejando é uma coisa rara: o encontro entre o governo, sociedade civil e academia. A universidade deve aplicar a ciência, sem esquecer a necessidade da população em geral. Hoje celebramos essa grande parceria”, finalizou Nonô.

Fonte: FAPEAL

Próximos Eventos