+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Pesquisa do INPA recebe Prêmio Bunge na categoria ‘Vida e Obra’

O pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e professor da Pós-Graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia do Centro de Ciências do Ambiente da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Hiroshi Noda, recebeu nesta terça-feira (22/09), em São Paulo (SP), o Prêmio Bunge. Ele foi contemplado na área de Ciências Agrárias – Produtividade Agrícola Sustentável da 59ª edição do Prêmio.

A premiação foi realizada no Palácio dos Bandeirantes e contou com a participação de cerca de 500 convidados. Na ocasião, também foram premiados Hugo Possolo, Luana Serrat e Fernando Andreote. O prêmio é um dos mais tradicionais estímulos à pesquisa e à produção intelectual do país e contemplou profissionais das áreas de Artes Circenses e Produtividade Agrícola Sustentável.

Participaram da cerimônia o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador José Renato Nalini; o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, Nelson Baeta Neves Filho; o presidente da Bunge Brasil, Raul Padilha e o presidente da Fundação Bunge, Jacques Marcovitch. O Amazonas foi representado por Maria Olívia Simão, diretora-presidenta da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), que participou do grande júri e votou na escolha dos contemplados.

Hiroshi Noda foi premiado na categoria Vida e Obra por diversos trabalhos na conservação e no melhoramento genético de recursos vegetais nativos da Amazônia. “Fiquei honrado. Considero que este prêmio é extremamente importante para a região amazônica. Pretendo continuar trabalhando em projetos científicos que produzam resultados em função das populações da Amazônia”, disse Noda.

A atração da noite ficou por conta de uma apresentação artística em homenagem ao circo brasileiro com Lú Lopes, interpretando a palhaça Rubra, e Paulo Maeda, com apresentação de parada de mão.

Na última terça-feira (23/09), será realizado um seminário na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) com a participação dos premiados.

Prêmio Bunge

O Prêmio Fundação Bunge foi criado em 1955 com o objetivo de incentivar o conhecimento científico em diversas áreas e estimular novos talentos. Os candidatos não são inscritos, mas indicados por universidades e entidades culturais e científicas brasileiras.

Os candidatos ao prêmio não são inscritos, mas sim indicados pelas principais universidades e entidades científicas e culturais do País. Hiroshi Noda foi indicado pela FAPEAM.

Fonte: FAPEAM

Próximos Eventos