Giro nos Estados

PCE: escolas aumentam participação em projetos científicos no AM

O Programa Ciência na Escola (PCE) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam) já é bem conhecido entre alunos de escolas estaduais e municipais de Manaus.

Em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI-AM), Secretaria de Estado de Educação do Amazonas (Seduc) e  Municipal (Semed) , o programa apoia a participação de professores e estudantes do ensino fundamental, médio ou da educação profissional de jovens e adultos em projetos de pesquisa, incentivando à iniciação científica.

Exemplo de destaque é a Escola Estadual Ângelo Ramazzotti, localizada no bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul de Manaus. A escola é uma das mais ativas no Programa e desenvolveu em 2012 com os alunos de ensino médio, o projeto ‘Água nossa de cada dia’. Ao contrário do que muitos pensam ao ler o título, o trabalho nada tem a ver com tratamento ou reutilização de água potável dos rios. Trata-se de um estudo sobre a água do corpo humano, sua utilidade, porcentagem e benefícios.

>>Já passam dos 60 anos, mas possuem autoestima e reclamações comuns a jovens

O projeto Homem x Natureza é outro projeto científico. A professora de Biologia, Cristiane Santos, criou o projeto como uma forma de ajudar os alunos a se integrarem na luta para garantir a preservação e conservação do meio ambiente.

PRÊMIOS CONQUISTADOS

A diretora da escola Ângelo Rammazzotti, Fátima Taveira, conta com orgulho a tradição da escola na participação de projetos científicos. “Temos uma cultura de inscrever projetos todo ano e, além disso, ainda fazemos feiras de experimentos para incentivar a participação dos alunos” .

A escola já ganhou por duas vezes consecutivas o prêmio “Construindo a nação”, promovido pelo Serviço Social da Indústria do Amazonas (Sesi-Am). O objetivo é valorizar e mostrar como exemplo as ações que escolas públicas e privadas realizam com a presença ativa de seus alunos no diagnóstico, bem como nas ações práticas de solução para os problemas das comunidades onde estão situadas.

Fonte: SECT-AM

Próximos Eventos