+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Parte do acordo não foi cumprida por reitores, afirma governo paulista

A gestão Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou que não houve aumento no repasse do ICMS para as universidades porque os reitores não cumpriram totalmente acordo firmado.

editoria de arte/folhapress

Segundo a nota oficial da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, a proposta previa que a Unesp incorporasse outras duas faculdades estaduais, de medicina (Famema e Famerp).

Essa incorporação da Unesp não ocorreu.

Ainda segundo o governo, os reitores não definiram exatamente como seria a partilha dos recursos adicionais, sem detalhar o que faltou em relação a esse ponto.

A reportagem não conseguiu contato com os reitores das universidades para comentar a nota, enviada na noite desta terça-feira (26).

O governo disse também que, se não aumentou o percentual do ICMS para as instituições, enviou verbas extras pontuais para elas.

“Em relação à criação do campus de Limeira pela Unicamp, já foram repassados mais de R$ 15 milhões, além da cota-parte do ICMS à universidade”, disse a secretaria. O valor é menor que o adicional previsto para 2006.

Pela incorporação da Faenquil [Lorena], a USP recebeu R$ 5,2 milhões para investimento e custeio. Além disso, o Estado assumiu obrigações relativas a pessoal e dívidas, somando R$ 60 milhões.

Fonte: Folha de São Paulo

Próximos Eventos