+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Paraná debate, com CGI, avanços da internet no Brasil

A reunião interativa do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), realizada nesta terça-feira em Curitiba, foi muito importante para a troca de experiências entre as entidades envolvidas com o setor, no Paraná, e os representantes nacionais. De acordo com o secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alípio Leal, “o Paraná avançou muito nas discussões relacionadas ao ambiente virtual, e é importante reunir representantes e gestores de vários segmentos e do meio acadêmico para identificar mecanismos para melhorar a internet, em todos os seus aspectos, para oferecer um serviço web com mais qualidade à sociedade brasileira”.

O secretário é um dos nove conselheiros que representam o setor governamental brasileiro no comitê, integrado ainda por 12 membros da sociedade civil. Segundo o secretário executivo do CGI.Br, professor Hartmut Glaser, o modelo multissetorial adotado pelo comitê, envolvendo o maior número de participantes de vários setores, é uma experiência que está sendo debatida em todos os fóruns internacionais, como referência para a definição da governança da internet no mundo.

A proposta de reunião itinerante, saindo da sede em São Paulo, tem por objetivo, segundo Glaser, envolver os segmentos representativos da sociedade neste amplo debate nacional sobre os mecanismos que tratam de inovações na web. Mesmo o evento tendo sido transmitido ao vivo, o secretário executivo valoriza a discussão presencial, na medida que os agentes responsáveis pelo tema em determinada região, no caso específico o Paraná, passam a ter um envolvimento mais direto nas proposições e acesso aos resultados de pesquisas relacionadas a esta temática atual.

A reunião extraordinária e itinerante do Comitê Gestor da Internet no Brasil foi uma parceria do CGI.br com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar). Foram debatidos temas relacionados à qualidade técnica, inovação e serviços de internet no Brasil com representantes de diferentes setores da sociedade. O comitê coordena e integra todas as iniciativas de serviços internet no País.

MAIS QUALIDADE – Realizada no auditório da Celepar, a reunião contou com a participação de mais de 150 pessoas dos vários segmentos representativos do setor. Na abertura, o presidente da companhia, Jacson Carvalho Leite enfatizou o uso das tecnologias de informação e comunicação por parte do governo do Estado, para oferecer serviços públicos com mais qualidade à população.

Segundo Leite, o governo está presente em todos os 399 municípios do Paraná, interligados por uma rede corporativa com mais de cinco mil pontos no Estado. Além disso, ele destacou os 1.600 serviços que estão disponíveis no Portal Cidadão (www.pr.gov.br), bem como os 170 serviços existentes no portal de mobilidade (m.pr.gov.br).

CURITIBA – As reuniões extraordinárias do CGI.br são realizadas para promover debates sobre temas da internet, envolvendo participantes de todas as regiões do país e de todos os setores da sociedade brasileira. Esta é a segunda vez que o CGI.br promove um encontro como este fora de São Paulo, sede da entidade.

Durante o encontro foram analisados o modelo multissetorial de governança da internet, as propostas legislativas sobre Internet no Brasil e debateu-se o uso de frequências para ampliação da Banda Larga.
Representantes de diferentes grupos de trabalho que coordenam projetos em áreas de fundamental importância para o funcionamento e desenvolvimento da internet no país coordenaram as apresentações técnicas.
Padrões web, acessibilidade e dados abertos governamentais foram analisados por
Vagner Diniz, gerente do escritório Brasil do W3C que é um consórcio internacional com a missão de conduzir a web ao seu potencial máximo. O objetivo do consórcio é criar padrões e diretrizes que garantam a evolução permanente da internet. O Brasil é o único país da América Latina com um escritório para coordenar as ações que envolvem a web. Para Vagner Diniz a presença do grupo no Brasil visa estimular o mercado brasileiro a adotar padrões internacionais e abertos no desenvolvimento de aplicações voltadas para a internet.

O professor Alexandre Barbosa, gerente do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e Comunicação (CETIC.br) e do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto Br (NIC.br) apresentou os resultados das pesquisas “Inclusão Digital no Brasil” e “TIC Kids Online”. Realizada pela primeira vez em 2012, a pesquisa TIC Kids Online Brasil foi aplicada em adolescentes de 9 a 16 anos, usuários de internet, para medir as oportunidades e os riscos relacionados ao uso da internet. O Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação responde pela coleta e disseminação de indicadores e informações estratégicas sobre os serviços e o desenvolvimento da internet no Brasil.
A segurança na internet é uma das grandes preocupações do comitê que, desde 1997, mantém o Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil. Iniciativas para a conscientização nas áreas de segurança e privacidade foram apresentadas por Miriam von Zuben, analista de Segurança do CERT.br.

Apresentações técnicas

Durante as apresentações técnicas Milton Kaoru Kashiwakura, diretor de Projetos do NIC.br e responsável pelo CEPTRO, avaliou os motivos do esgotamento do IPv4 e a importância da implantação do IPv6, que é a versão mais atual do protocolo de internet. O Centro de Estudos e Pesquisas em Tecnologia de Redes e Operações é o órgão responsável pela execução de projetos aprovados pelo CGI.br nesse segmento.
Frederico Neves, diretor de Serviços e Tecnologia do NIC.br apresentou o tema Segurança do Serviço de Registro no .br . Desde 1995, o Registro.br é o executor de algumas atribuições do Comitê Gestor da Internet no Brasil, entre as quais as atividades de registro de nomes de domínio, a administração e a publicação do DNS para o domínio .br.
O Comitê Gestor da Internet foi constituído pelo Ministério das Comunicações e pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação em 1995 para envolver a sociedade nas decisões sobre a implantação, administração e uso da internet. Composto por membros do governo, do setor empresarial, do terceiro setor e da comunidade acadêmica, o CGI.br representa um modelo de governança na Internet pioneiro, com base nos princípios de multilateralidade, transparência e democracia. O CGI.br estabeleceu alguns grupos de trabalho que coordenam projetos em áreas de fundamental importância para o desenvolvimento da internet no Brasil.
Todas as atividades desenvolvidas durante a reunião extraordinária foram transmitidas em vídeo na web, por meio do site do CGI.br.
CGI tarde

Fonte: SETI PR

Próximos Eventos