Giro nos Estados

Pacto Gaucho pela Educação divulga o Prouni RS em sete municípios do Estado

A Gerência Executiva do Pacto Gaúcho pela Educação encerrou nesta sexta-feira (7), em Montenegro, o roteiro de palestras por sete cidades gaúchas com Instituições Comunitárias de Ensino Superior aptas a concederem bolsas de estudos através do ProUni RS. Os encontros foram organizados pelas Coordenadorias Regionais de Educação e tiveram a participação de todas as universidades contempladas com bolsas do ProUni RS.

De acordo com a gerente executiva do Pacto Gaúcho Pela Educação, Maria Inês Utzig Zulke, os encontros foram muito importantes. “O Prouni RS abrange três segmentos estratégicos para o desenvolvimento do Estado: petróleo e gás, energia eólica e indústria oceânica e polo naval. São áreas com um mercado em plena expansão e muito valorizado, oferecendo oportunidades reais de colocação no mercado de trabalho”.

O circuito de palestras abrangeu, além de Montenegro, Caxias do Sul, Canoas, Passo Fundo, São Leopoldo, Novo Hamburgo e Lajeado. A iniciativa teve como objetivo orientar os alunos de ensino médio das Escolas Públicas, interessados em participar do programa que concederá 370 bolsas gratuitas de estudos em cursos superiores de nível tecnológico. O prazo para a inscrição nos cursos se encerra no dia 12 de dezembro.

Mais informações podem ser obtidas através do link, pelo e-mail pactogauchopelaeducacao@scit.rs.gov.br ou, ainda, pelo fone (51) 3288.7479.

Perfil do bolsista
Para concorrer a uma bolsa, além de ter cursado o ensino médio na rede pública ou em escola privada na condição de bolsista integral, o estudante deve ter renda familiar de, no máximo, três vezes o valor do menor piso regional pago no Estado, morar no Rio Grande do Sul há pelo menos dois anos e não possuir diploma universitário.

O programa prevê cotas sociais para estudantes negros, índios e com deficiência. Foi assegurado, por meio de emenda, o compromisso do Programa, através do seu Conselho Gestor, em buscar estratégias específicas de acolhimento para inclusão de jovens oriundos dos programas sociais, como Projovem, Proeja, Protejo, Jovem Aprendiz, RS Mais Igual e Bolsa Família.

Como contrapartida, os beneficiários das bolsas terão que reservar 20 horas por semestre para iniciação científica ou extensão universitária, buscando integrar a trajetória acadêmica com o mundo do trabalho e contribuir com o projeto de desenvolvimento do Estado. Quem tiver aproveitamento acadêmico insuficiente, abandonar o curso, trocar de instituição de ensino ou fraudar informações perderá a bolsa.

Pacto Gaúcho
O ProUni-Rs integra as ações do Pacto Gaúcho pela Educação Profissionalizante, Técnica e Tecnológica que tem como objetivo organizar no Estado uma rede colaborativa entre instituições representativas do Governo, das entidades educacionais, do meio empresarial e dos trabalhadores, integrando o atendimento das demandas regionais de profissionalização à nova agenda de desenvolvimento do RS. O Pacto, coordenado pelo governador Tarso Genro, tem como secretário-executivo o Chefe do Gabinete do Governador, Vinícius Wu. O Secretário da Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico, Cleber Prodanov, é coordenador adjunto.

Fonte: Site Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Próximos Eventos