Giro nos Estados

Oito projetos para desenvolvimento de apps na área agrícola serão financiados por programa da FAPESP

A FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) anuncia um total de 64 projetos que receberão apoio para pesquisa científica por meio do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas – PIPE.

Os desafios de inovação propostos pelas micro, pequenas e médias empresas selecionadas incluem projetos que têm como alvo, por exemplo, o desenvolvimento de um cimento ósseo nanoestruturado, com poliol de açaí, bioativo com hidroxiapatita e de alta resistência mecânica, para tratar fraturas sem a utilização de implantes/parafusos.

Em outro caso, o projeto selecionado pesquisará a viabilidade de desenvolvimento de uma espécie de óculos capaz de capturar imagens que poderão ser compartilhadas com um médico e permitir o diagnóstico, de forma não-presencial, à distância, de doenças como catarata, úlceras corneanas e glaucoma. Na área de saúde, outro destaque é o apoio para o desenvolvimento de kits de diagnóstico rápido e de baixo custo utilizando biossensores para detecção de anticorpos do vírus da dengue e zika.

Serão anunciados também nove projetos que receberão apoio para o desenvolvimento industrial e comercial de produtos e processos inovadores, na chamada fase 3, por meio do PIPE/PAPPE-Subvenção, no âmbito de acordo firmado pela FAPESP com a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos).

Serão apoiados oito projetos selecionados na chamada de propostas lançada em 2017 para o apoio ao desenvolvimento de aplicativos com a finalidade de inovar procedimentos e aumentar a produtividade e a eficiência no setor agropecuário.

Os desafios e temas do edital foram propostos pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Também será anunciado um projeto apoiado a partir da chamada de propostas, também do ano passado, voltada ao desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores destinados ao combate a a rboviroses.

O PAPPE – Programa de Apoio à Pesquisa em Empresas é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) com o objetivo de financiar atividades de pesquisa e desenvolvimento de produtos e processos inovadores empreendidas por pesquisadores que atuem diretamente ou em cooperação com empresas de base tecnológica.

Já o PIPE, que completa 21 anos no próximo mês de junho, apoia a execução de pesquisa voltada à inovação em pequenas empresas do Estado de São Paulo, da análise da viabilidade da ideia (fase 1) ao desenvolvimento do projeto (fase 2).

No ano passado, o programa registrou recorde em número de projetos e em valores contratados. No total, foram fechados apoio de R$ 79,8 milhões para 237 novos projetos de startups, pequenas e médias empresas.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos