Giro nos Estados

Municípios de fronteira em Roraima recebem plataformas de coleta de dados

Analistas da Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) e Cprm ( Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais), instalaram mais cinco plataformas de coleta de dados nos municípios de Bonfim, Amajari, Pacaraima e Uiramutã. Com estes equipamentos será possível monitoras as condições pluviométricas, de temperatura, pressão e umidade relativa do ar de cada localidade.

. Com isso será possível disponibilizar as informações exatas que serão empregadas para elaboração do calendário agrícola, de queimadas bem como para subsidiar os produtores rurais para o melhor período para plantio e colheita de safras das diferentes culturas.

Esse projeto está sendo desenvolvido desde o ano de 2011 quando houve a grande cheia dos rios de Roraima. Nesse ano a Agência Nacional de Águas, o Serviço Geológico do Brasil e a Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos estabeleceram parceria com a finalidade de instalar e dar manutenção nas plataformas de coleta de dados que captam as informações e transmitem em tempo real aos canais de satélites d Agência que disponibiliza as informações no site da instituição e da sala de controle de situação que funciona na sede da Femarh.

A campanha em questão iniciou dia 21 do mês passado com a instalação da plataforma de coleta de dados do município de Amajari. Lá a localidade escolhida foi a serra do Tequem em função da altitude diferenciada e por ter um pluviômetro manual.

Em seguida a equipe se deslocou até a fronteira com a República Cooperativista da Guyana, próximo à margem do rio Tacutu na localidade conhecida como fazenda Verdum onde foi colocada em funcionamento mais uma plataforma.

O município de Uiramutã recebeu duas Pcd’s. Uma próximo a Rio Maú, na comunidade do Mutum, fronteira com a Guyana. A Segunda plataforma foi instalada no comunidade de Água Fria, oeste do município. Por fim, a quinta plataforma foi colocada no município de Paracaima, na terra indígena de São Marcos, na comunidade Nova Esperança.

A próxima etapa da execução deste convênio deverá contemplar áreas de produção agrícola nos município de Alto Alegre, Bonfim, Boa Vista, Mucajaí e Cantá.  Para tanto os técnicos da diretoria de Racursos Hídricos irá aos locais sugeridos a fim de marcar as coordenadas geográficas para a instalação de mais cinco plataformas de coleta de dados.

Fonte: Femact

Próximos Eventos