+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

MT recebe evento nacional sobre Física

Óxido de silício, elétrons polarizados, perfil do interface, ponto quântico duplo. Para a maioria dos cidadãos as palavras relacionadas anteriormente são temas complexos e difíceis da Física. Mas não para um grupo de físicos que está em Cuiabá para participar do ‘XIII Escola Brasileira de Estrutura Eletrônica’, que ocorre de hoje até a próxima quinta-feira (12), no Hotel Fazenda Mato Grosso. O evento, voltado para universitários, graduados e pós-graduados em Física, apresenta as mais recentes descobertas da estrutura eletrônica dos materiais, área essa responsável pelo surgimento das mais novas descobertas tecnológicas como por exemplo, o  aumento da capacidade de memória e processamentos dos computadores, tablets, chips, etc. “O que debatemos aqui são temas atuais na área da Física, que diretamente, envolve as novas tecnologias. Está em estudo em laboratórios de todo o mundo à criação de novos computadores quânticos, que irá triplicar o processamento dos atuais, e esse assunto é super novo e já está em pauta aqui nesse encontro”, comenta o coordenador do evento em Mato Grosso, Telmo Pereira. 

Contando com o apoio da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia (Secitec) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat), a ‘XIII Escola Brasileira de Estrutura Eletrônica’ conta com a presença de pesquisadores físicos renomados no exterior, como é o caso da professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Belita Koiller, que por suas pesquisas teóricas sobre elétrons em ambientes desordenados, como vidros, ligas e nanoestruturas, recebeu em 2005 o prêmio Unesco/L’Oréal para ‘Mulheres na Ciência’.  Haverá ainda, no evento, que acontece pela manhã e a tarde, a participação do físico Sylvio Canuto, mestre em Física, que irá ministrar a palestra ‘Os rumos para a pós-graduação no País’. 

No total, a ‘XIII Escola Brasileira de Estrutura Eletrônica’ terá, segundo o coordenador nacional do evento, Gustavo Dalpian, 14 palestra e cinco mini-cursos e conta com a participação de 170 pessoas de todas as regiões brasileiras. “Temos a participação de físicos do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Ceará, Maranhão, Goiás e do Distrito Federal”, relaciona o coordenador, ao acrescentar ainda que pela primeira vez Mato Grosso abriga o evento. 

Fonte: Secitec-MT

Próximos Eventos