+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior qualifica profissionais no Piauí

Com o objetivo de aumentar o número de empresas que operam no comércio exterior e, consequentemente, aumentar as exportações de produtos e serviços do estado, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico do Piauí (Sedet), realizou na capital, durante três dias, treinamento com representantes das entidades que compõem o Comitê Gestor do Plano Nacional da Cultura Exportadora do Piauí – PNCE/PI.

A proposta do treinamento é qualificar os agentes das entidades ligadas a exportação, preparando-os para o processo que auxiliará as empresas que tem o interesse de entrar no mercado de exportação. A capacitação foi conduzido pelo Analista de Comércio Exterior do MDIC, Carlos Tavares,  que destacou a importância da preparação desses técnicos para o incentivo da cultura exportadora no estado.

“Nosso objetivo é fazer com que o número de empresários piauienses que operam no comércio exterior aumente, mas para isso é preciso ter pessoas capacitadas dentro das entidades ligadas ao Comitê Gestor da Cultura Exportadora para fazer as orientações necessárias sobre o processo exportador. Ou seja, técnicos preparados de tal forma que eles possam levar a cultura exportadora e todas as ações, voltadas à exportação, para os empresários”, explicou Carlos Tavares.

O Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) foi lançado no Piauí no início do mês de março deste ano, resultando na formação oficial do Comitê Gestor do Plano Nacional da Cultura Exportadora do Piauí – PNCE/PI. Sua composição reúne membros de órgãos governamentais e privados como Sedet, Companhia de Terminais Alfandegados do Piauí – Porto PI, ZPE, Sebrae, Fiepi, Correios, Banco do Brasil, AIP, Caixa Econômica, Receita Federal e outros.

O PNCE é desenvolvido em cinco etapas – sensibilização, inteligência comercial, adequação de produtos e processos, promoção comercial e comercialização. Além disso, conta ainda com três temas transversais para o direcionamento das empresas: financiamento, qualificação e gestão. Até o final deste ano, empresas de todos os estados brasileiros serão beneficiadas com as ações do PNCE. No Piauí, participarão do programa, inicialmente, empresas dos setores de castanha, apicultura e pedras preciosas (opala), entre outros a serem definidos em conjunto com o Estado.

Fonte: SEDET-PI

Próximos Eventos