Giro nos Estados

Minas Gerais expande rede de polos de inovação

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais (IFNMG), assinaram na terça-feira (01/junho), Acordo de Cooperação Técnica, em Montes Claros, a 437 km da capital mineira, durante solenidade realizada no Conservatório Estadual de Música Lorenzo Fernandez . O documento prevê a integração de competências para implantação e consolidação do projeto Plataformas Polos de Inovação do Norte e Nordeste de Minas Gerais, que buscam a transformação socioeconômica dessas regiões.

Os polos de inovação deverão chegar a 10 municípios, conforme o projeto em desenvolvimento na Sectes, construído a partir de uma parceria com a Secretaria de Estado para Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri, São Mateus e do Norte de Minas – Sedvan. Os objetivos são concentrar recursos humanos qualificados, bem como fortalecer estruturas de ensino e pesquisa; fomentar projetos de inovação que atendam às demandas locais e regionais priorizadas nos planos diretores dos polos; e capacitar mediadores na utilização de infraestrutura da web 2.0 visando a fomentar a cultura empreendedora.

Em Diamantina, Salinas, Teófilo Otoni e Araçuaí, os polos já foram instalados e estão desenvolvendo projetos dentro dos objetivos traçados. Os demais municípios incluídos são: Montes Claros, Januária, Pirapora, Janaúba, Corinto e Almenara. Em relação as instituição parceiras, além do IFNMG — que integra sete escolas do Norte, Nordeste e Noroeste do Estado — estão envolvidas no projeto as universidades Estadual de Montes Claros (Unimontes) e a Federal do Vale do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

O reitor do IFNMG, Paulo César Pinheiro de Azevedo, ressaltou a importância da parceria para o desenvolvimento de regiões que precisam avançar e dar mais qualidade de vida à população. “Não mediremos esforços para contribuir com esse projeto”, afirmou Azevedo. O diretor geral do campus Salinas do IFNMG, Adalcino França Júnior, fez questão de dar o seu depoimento de que o polo de inovação instalado naquele município já apresenta resultados expressivos em diversos projetos, entre eles o de melhoramento da cerâmica e do Teia, que capacita jovens para serem empreendedores utilizando a internet.

O pró-reitor do Instituto, Álisson Magalhães Castro, fez uma apresentação da escola, mostrando os números atuais e as metas de cursos técnicos, superiores e de pós-graduação lato sensu e strictu sensu. Disse ainda que o IFNMG está pronto para as transformações regionais propostas pela Plataforma Polos de Inovação.

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alberto Duque Portugal, explicou a decisão governamental de investir no projeto estruturador Arranjos Produtivos Locais (APL) no qual estão inseridos os polos de inovação. Manifestou o entusiasmo com as parcerias das instituições de ensino e pesquisa e defendeu a entrada de outras que já desenvolvem trabalhos nas regiões priorizadas.

Portugal mostrou parte do trabalho de inovação do governo mineiro em diversos segmentos econômicos, destacando os APLs de Eletroeletrônicos, Software, Biotecnologia e Biocombustíveis; os Polos de Excelência do Leite, Café, Mineração e Metalurgia, Genética Bovina, Recursos Hídricos e Gestão Ambiental; programas em parceria com empresas e Fapemig. “Inovação é questão de sobrevivência”, finalizou o secretário.

Fonte: Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais

Próximos Eventos