+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Miguel Nicolelis: Centro de Educação Científica de Serrinha foi idealizado pelo neurocientista

Os primeiros passos rumo ao futuro já estão sendo dados. Nesta copa do mundo um paciente paraplégico fará uso do exoesqueleto para dar o pontapé inicial do maior evento do futebol mundial, a ser realizado no Brasil, fruto do trabalho desenvolvido pelo neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis, um dos principais articuladores na popularização da ciência e tecnologia no país.

Exemplo deste trabalho é o funcionamento do Centro de Educação Científica de Serrinha, fruto do investimento da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti), através do termo de parceria firmado entre Governo da Bahia e a Associação Alberto Santos Dumont para Apoio à Pesquisa – AASDAP.

O Centro de Educação Científica de Serrinha é baseado no conceito do Instituto Internacional de Neurociências de Natal (RN) Edmond e Lily Safra (IINN-ELS), sendo a primeira de formação científica no interior da Bahia. A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti) investiu R$ 5.000.000,00 (Cinco milhões de reais) no projeto que contribui para a reversão do quadro de exclusão social, cultural, tecnológica e educacional da população baiana.

A Secti implementou o Centro de Educação Científica na cidade de Serrinha com obras de infraestrutura e aquisição dos equipamentos com recursos do INOVATEC. “Esse é mais um legado que o governo do estado deixa, através da Secti, para a população baiana. Temos trabalhado de forma incessante para contribuir para o avanço da ciência e tecnologia, principalmente atraindo jovens para perto do setor”, destacou a secretária Andrea Mendonça.

O projeto tem o intuito de fomentar e disseminar o Conhecimento Científico e Tecnológico no Estado da Bahia, através das atividades de pesquisa e produção do conhecimento científico. Estudantes da rede pública de ensino participam de oficinas de ciência e tecnologia, ciência e meio ambiente, ciência e robótica, e ciência e arte, constituindo-se em espaços de aprendizagem, onde se desenvolve um processo pedagógico dinâmico, coletivo e intencionalmente planejado para produção de conhecimentos.

Fonte: SECTI-BA

Próximos Eventos