+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Lançado edital de R$ 15 milhões para pesquisas científicas no Espírito Santo

Os governos do Espírito Santo e do Rio de Janeiro e a empresa Vale lançaram nesta quarta-feira (19) o edital de R$ 15,8 milhões para financiamento de pesquisas científicas. O objetivo é incentivar estudos relacionados às áreas de logística, meio ambiente e pelotização. A cerimônia foi realizada no gabinete do governador Paulo Hartung, no Palácio Anchieta, em Vitória.

O edital prevê diversos temas para pesquisas, entre eles: logística em ferrovias e portos, monitoramento ambiental, sedimentação em canais marítimos, relações com comunidades, dragagem de portos, geração de energia, produção vegetal, tecnologia de produtos florestais, eficiência e produtividade, entre outros.

Podem participar pesquisadores vinculados a instituições de ensino e pesquisa, públicas ou privadas do Espírito Santo e do Rio de Janeiro. As inscrições terão início imediato e o edital completo pode ser conferido nos sites www.fapes.es.gov.br e www.faperj.br. O financiamento será realizado via secretarias de Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio das fundações de Amparo à Pesquisa e Inovação de cada estado (Fapes e Faperj).

Durante o encontro, Hartung destacou o ineditismo da parceria e a importância do Governo capixaba avançar e consolidar novas parceiras com demais estados da União. “Fico muito feliz com este edital que estamos lançando hoje e espero que essa parceira, que é inédita, se repita com outras empresas, inclusive, as que atuam no Rio e Espírito Santo simultaneamente. É importante destacar que essa agenda conta com um viés importante que é a presença conjunta da academia, setor privado e dos governos o que permite avanços na área de competitividade e produtividade”, disse o governador Paulo Hartung.

“O lançamento deste edital mostra o compromisso do Governo em apoiar pesquisas que tragam benefícios diretos para a sociedade capixaba. Esses trabalhos devem contribuir no desenvolvimento tecnológico e industrial e gerar conhecimento que poderá ser aplicado em várias áreas. A intenção é que a pesquisa se aproxime da realidade do mercado e desenvolva melhorias nas questões ambientais, logísticas e de pelotização, além de atender às necessidades da academia”, declara o secretário Guerino Balestrassi, da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti) do Espírito Santo.

O especialista técnico em Parcerias e Recursos da Vale, Sandoval Carneiro, destaca a importância dessa e de outras iniciativas. “O convênio com a Faperj (Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro) e com a Fapes (Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo) é um incentivo importante para o desenvolvimento de pesquisas relevantes não apenas para o país, mas para a Vale também. Há cerca de cinco anos lançamos um edital com as fundações de amparo à pesquisa de São Paulo, Minas Gerais e do Pará e tivemos trabalhos importantes que estão sendo aplicados atualmente na empresa”, explica.

Os projetos podem concorrer representando apenas o seu Estado ou também na proposta em rede, que envolve dois projetos coordenados por pesquisadores distintos, um do Espírito Santo e outro do Rio de Janeiro. Cada projeto contemplado poderá receber até R$ 400 mil ou R$ 700 mil, dependendo do número de pesquisadores e da modalidade de proposta, como previsto no edital.

Os projetos selecionados deverão contribuir para o avanço da pesquisa e para a aplicação do conhecimento gerado no desenvolvimento de tecnologia nacional. O propósito do edital é aproximar a realidade do mercado e da academia, buscando soluções tecnológicas e científicas que possam ser aplicadas para o desenvolvimento social e econômico.

Fonte: SECTTI-ES

Próximos Eventos