Giro nos Estados

Instituto Brasília de Tecnologia e Inovação é referência para implantação do Parque Tecnológico Capital Digital

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Cristiano Araújo esteve na sede do Instituto Brasília de Tecnologia e Inovação – IBTI, para conhecer suas instalações e centros de pesquisas. Acompanhado do presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa (FAP/DF), Renato Rezende, ouviu do presidente do IBTI, Claynor Mazarollo e de Adonias Santiago, superintendente da FIBRA, uma apresentação sobre o potencial humano e tecnológico do instituto, que tem como objetivo promover o desenvolvimento científico, econômico e social da cidade, além de aumentar a competitividade das empresas e instituições de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).
Para Cristiano, o IBTI é uma peça chave para o futuro da TI no DF. “Hoje pude comprovar a excelência deste instituto em atividades de pesquisa, e ver que essa parceria vai gerar emprego e renda em torno das empresas que vão atuar no Parque Tecnológico Capital Digital”, destacou.
Vale ressaltar que boa parte do capital humano do IBTI é composta por bolsistas que recebem seus benefícios por meio de convênios com a FAP/DF. Renato Rezende aproveitou a ocasião para falar da importância da continuidade deste projeto. “O empreendedorismo e a incubação de negócios representam a porta de entrada para setores intensivos em conhecimento. A FAP está fazendo o possível para atender de forma continuada o trabalho desempenhado pelos bolsistas, que tem um papel significativo na gestão da circulação do conhecimento e da tecnologia na cidade”, disse.
Claynor Mazarollo lembrou que existem no DF mais de 3.740 empresas de informática e telecomunicações e que a estratégia do Governo do DF para o crescimento no setor inclui a implantação do Parque Tecnológico Capital Digital. “Esse empreendimento é um dos componentes principais da política de governo para alavancar o segmento que já é o segundo maior no país. Então, estamos lidando com o futuro da cidade, inserindo Brasília no cenário mundial da inovação científica e tecnológica, ampliando o conhecimento e por fim, gerando empregos de alta renda para a população”, conclui o presidente do IBIT.
Fonte: SECT-DF

Próximos Eventos