+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Inscrições para Startup Rio são prorrogadas

Os interessados em participar do programa Startup Rio, da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) terão mais tempo para fazer suas inscrições. O prazo, que se encerrava nesta quinta-feira (29/10), foi prorrogado para o dia 19 de novembro. “Temos divulgado o programa nas universidades e há frequentemente a solicitação por mais prazo. Apesar de já termos mais inscritos do que na primeira edição, resolvemos atender. Nossa função é ajudar, sempre que possível”, explicou o secretário Gustavo Tutuca, antes de afirmar que aqueles já inscritos terão a possibilidade de editar o material enviado. “Basta entrar em contato com a Faperj pelo telefone 2333-2001 ou pelo email central.atendimento@faperj.br”, complementa. As inscrições podem ser feitas no site do programa: www.startuprio.org.

O programa Startup Rio distribuirá R$ 5 milhões para transformar 60 boas ideias que poderão poderão se tornar microempresas de base tecnológica, as chamadas satartups. Podem participar projetos independentes de pessoas físicas, que, com o apoio de uma equipe, se constituirão em startups em três áreas: Serviços de Internet, Tecnologias Sustentáveis e Mídias Digitais. Diferentemente da 1ª edição, serão três fases. A primeira delas, o Programa Avançado de Formação Empreendedora (Pafe), terá três meses. Nesse período, os escolhidos poderão ocupar o espaço de co-working, onde receberão treinamento, consultoria e participarão de atividades de técnicas de gestão, nivelamento, validação da ideia e construção de plano de negócios, além de contar com supervisão individual pela equipe gestora do programa.

“Somos o único programa público de apoio a startups onde o recurso financeiro é 100% subvencionado e vai diretamente para a conta bancária do empreendedor. Outros deixam a gestão a cargo de incubadoras, aceleradoras ou Organizações Sociais, que devem se tornar sócias da startup. Acreditamos que para se tornar empresário o empreendedor tem que aprender desde cedo a lidar com dinheiro, fornecedor, nota fiscal. Ou seja, isto faz parte do treinamento”, explica o secretário.

Uma vez finalizada a primeira fase, os contemplados passarão por uma banca de avaliação para serem classificados à Fase 2, podendo ser eliminados antes do final do programa. Igualmente com duração de três meses, esta fase também incluirá atividades de treinamento em desenvolvimento de produto, técnicas de vendas, construção de protótipo e gestão de empresas, sob a supervisão da equipe do programa. “Neste momento, as equipes estarão mais estruturadas e terão acesso à verba para investimento, que pode ser a compra de equipamentos, contratação de profissionais e até mesmo uma viagem ao Vale do Silício, que proporciona uma experiência que pode fazer toda a diferença para o futuro do projeto”, explica Tutuca.

Ao final dessa fase, os projetos serão submetidos a uma nova avaliação, que lhes permitirá passar à Fase 3. Com seis meses de duração, a Fase 3 possibilitará aos aprovados o direito de continuar trabalhando de forma gratuita no espaço de co-working, de participar de eventos relacionados ao programa e receber consultoria especializada.

“A economia fluminense está muito vinculada à industria do petróleo e seus derivados, que corresponde a mais de 30% do PIB do estado. Precisamos diversificar para diminuir os riscos de oscilações em momentos de crise de uma única indústria. Assim nasceu o programa Startup Rio, que junto com outros da Secti, como Rio Digital e Startup Rio Criativo, em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura, visa a desenvolver inovação através do empreendedorismo em áreas nas quais o Rio de Janeiro tem vocação natural, como Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Bio Tecnologia e a chamada Economia Criativa, que engloba, por exemplo, música, design, moda e esporte”, explica Tutuca.

Dados do estado na área de TIC

Centros de Pesquisa e Desenvolvimento de empresas ícones mundiais como Microsoft, EMC, Dell, Cisco, Siemens, GE dentre outros.

Temos 19 universidades, 3 parques tecnológicos em operação, 8 em desenvolvimento e somos o Estado do Brasil que mais oferece cursos de graduação (RJ 128 x SP 76) e pós-graduação (RJ 27 x SP 14) nas áreas ligadas a TIC (Engenharia, Matemática, Física, Economia, Administração, Design).

As micro e pequenas empresas respondem por 99% das empresas do país, Só no Estado do Rio, das 558 mil empresas, 548 mil são micro ou pequenas.

Serviço

Lançamento do EDITAL – 20/08/2015

Submissão de propostas on-line – de 25/08/2015 a 19/11/2015

Divulgação dos resultados preliminares – a partir de 21/12/2015

Entrega da documentação para comprovação da regularidade econômica e financeira dos pré-qualificados – 21/12/2015 a 15/01/2016

Divulgação dos resultados finais – a partir de 21/01/2016

Confirmação da inscrição pelo proponente, presencialmente, no Programa STARTUP, situado na Rua do Catete, 243, Catete – 25 e 26/01/2016, de 10h às 16h

Início das atividades da Turma 2016 – 15/02/2016

Fonte: SECT-RJ

Próximos Eventos