+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Inscrições para processo seletivo da incubadora Tecpar terminam nesta sexta-feira

As inscrições para a última chamada do processo seletivo de 2014 da Incubadora Tecnológica do (Intec) do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) terminam na próxima sexta-feira (7). Empreendedores que têm um projeto tecnológico inovador podem participar da seleção e, caso selecionados, vão desenvolver seu produto ou solução dentro do Tecpar. O resultado da seleção será divulgado até 7 de fevereiro de 2015.

Os cinco critérios principais para pleitear uma vaga são: inovação (desenvolvimento de produto novo, complementar a algum existente, nacionalização de tecnologias ou desenvolvimento de similar); disposição de capital mínimo para investimento inicial; plano de negócios; equipe com formação em áreas complementares; a existência de alguma iniciativa preliminar – no caso de produto, seria um protótipo ou um depósito de pedido de patente, por exemplo.

Ao longo do ano, a Intec mantém o edital de seleção aberto e realiza quatro chamadas, em um processo contínuo. “As inscrições estão abertas durante todo o ano. Caso um empreendedor tenha interesse e não consiga se inscrever para esta quarta chamada, pode participar do processo seletivo na próxima. No início do ano que vem vamos publicar o novo edital, já com novidades”, explica o gerente da Intec, Gilberto Passos Lima.

O edital prevê a incubação de quatro empresas residentes – que estarão fisicamente instaladas nas dependências da incubadora – e dez não residentes, empreendimentos que já têm sede própria e que vão contar com o apoio tecnológico. Para se inscrever, o interessado deve ler o edital, disponível no site da Intec (intec.tecpar.br) e enviar a documentação exigida até 7 de novembro.

Durante o período de incubação das empresas será disponibilizado espaço físico dividido em módulos de 15 a 60 metros quadrados, fornecido com iluminação, pontos de energia, telefonia e internet. Pelas características da incubadora, o empresário tem acesso aos serviços de prototipagem rápida em 3D e circuitos eletrônicos, em laboratório próprio da Intec, e a serviços de competência do Tecpar, como, por exemplo, calibração, ensaios, certificação da conformidade, propriedade intelectual, informação e extensão tecnológica.

Não há prazo pré-definido para o processo de incubação. Até a graduação, momento em que a empresa está pronta para ir para o mercado, a incubada passa por quatro fases: implantação (estruturação da gestão da empresa e formação da equipe), crescimento (início da comercialização e expansão do quadro funcional), consolidação (cumprimento das metas previstas no plano de negócio e início do faturamento) e liberação (venda em escala e aumento da fatia do mercado).

A incubada residente paga mensalmente, por metro quadrado de área locada, o valor correspondente a 5% do salário mínimo nacional vigente na data da assinatura do contrato. A incubada não residente, por sua vez, paga por mês um salário mínimo. Após alcançar o período de consolidação até ser graduada, a empresa incubada faz, mensalmente, uma retribuição ao incentivo do Tecpar, que corresponde a 3% do faturamento bruto mensal da empresa.

A INTEC – Fundada em 1.989, a Incubadora Tecnológica do Tecpar é a primeira incubadora de base tecnológica do Paraná e a quinta do país. Considerada uma das melhores do Brasil, tem sede em Curitiba e atuação também em Jacarezinho, no Norte Pioneiro. Tem como missão contribuir para o desenvolvimento econômico e tecnológico regional, por meio de empresas inovadoras de base tecnológica.

Ao longo de seus 25 anos, a incubadora já deu suporte tecnológico a mais de 75 empresas. No momento, seis empresas passam pelo processo de incubação: EngeMOVI, HIT Tecnologia em Saúde, Instituto de Biologia Molecular do Paraná, SAAS Ambiental, 2IM Impacto Inteligência Médica e Beetech.

Fonte: SETI-PR

Próximos Eventos