+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Indústria acreana comercializa produto desenvolvido pela FUNTAC

A Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac) disponibiliza diversos serviços nos laboratórios. Nesse sentido, a transferência do uso da tecnologia tem fortalecido a parceria da instituição com cooperativas, empresas e indústrias acreanas.

Exemplo disso é a indústria Sabonetes Amazônia, localizada no Parque Industrial, na BR-364. Na edição da Expoacre do ano passado, a Funtac assinou um termo de repasse de tecnologia que autoriza a fabricação em larga escala de produtos que resultaram de pesquisas com ativos florestais.

No Laboratório de Produtos Naturais (LPN) da Funtac, são realizadas a manipulação e a produção de fitocosméticos e fitoterápicos. O LPN também possui estrutura necessária para a realização de análises microbiológicas e físico-químicas de água e alimentos.

De acordo com a coordenadora-técnica do laboratório, Gessica Sampaio, antes que se chegue a um termo de cooperação com qualquer empresa, há um trabalho que vai desde a capacitação de comunidades e cooperativas extrativistas para a coleta de insumos vegetais até a análise e controle técnico para a emissão de laudos de qualidade que atestam a eficácia dos produtos.

A Sabonetes Amazônia funciona há quase quatro anos em Rio Branco. Com foco na área cosmética, a indústria segue ampliando mercados.

De acordo com a proprietária Valnizia Xavier Santos, o projeto empresarial teve início com a produção artesanal de sabonetes, que se expandiu para a industrialização dos produtos e venda para redes hoteleiras e se consolidou com a parceria da Funtac, que possibilitou a produção de linhas de tratamento capilar à base de açaí, murmuru e castanha.

“Toda a nossa organização administrativa tem foco na nossa pretensão de exportar produtos, e esse apoio foi fundamental para desenvolvermos um novo projeto de expansão de mercado”, comenta Valnizia.

A empresa, que já atende parte da demanda acreana com o fornecimento de duas linhas de sabonetes para hotéis, também envia a produção para Rondônia e iniciou diálogos com o Amazonas.

O empreendimento tem capacidade diária para processar até 80 kg da massa, isto é, até 200 caixas que variam de 250 a 400 unidades. Quase dez famílias de colaboradores são envolvidas diretamente com a geração de empregos.

á as linhas capilares com extratos naturais começaram a ser desenvolvidas com o público-alvo de supermercados. “Pretendemos ampliar horizontes. Tudo tem um preço e leva um tempo para se realizar, mas acreditamos que, futuramente, vamos alcançar nossas metas. Estamos no caminho”, concluiu

Fonte: Funtac

Próximos Eventos