+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Incubadas do Centec apresentam produtos inovadores no Ceará

Outra novidade apresentada pela Secitece durante a Fenaiva, é um triciclo motorizado para cadeirante. O projeto foi desenvolvido pela metalúrgica Art em Metal, empresa que há seis anos integra a Incubadora Tecnológica do Instituto Centec – INTECE. De acordo com o empreendedor Ricardo Araújo Gomes, “o grande diferencial da empresa é desenvolver, em curto período de tempo, máquinas personalizadas de acordo com a necessidade de cada cliente.

E foi assim que surgiu O triciclo para cadeirante, veículo motorizado, econômico e de baixo custo que promete ajudar na mobilidade diária de pessoas com necessidades especiais. Motivado pela necessidade do sobralense Messias, cadeirante que precisava de veículo para se locomover, mas que não possuia dinheiro para adquirir um modelo convencional adequado às suas necessidades.

O triciclo se locomove a uma velocidade máxima de 40 km/h e roda até 150km com apenas 5 litros de gasolina. Ricardo garante que os custos de manutenção também são baixos já que as peças utilizadas são de fabricação nacional. Outras vantagens destacadas pelo inventor são: o triciclo é leve, compacto, fácil de manobrar e estacionar e já vem com coberta e bagageiro.

O produto é disponível em dois modelos: com ou sem motor de partida e o custo varia de R$ 5.000,00 e R$ 6.500,00. “Nosso desafio agora é obter a Credencia junto ao Detran o que possibilitaria inclusive o financiamento dos veículos”, ressalta Ricardo.

O projeto foi desenvolvido em apenas um mês e contou com o apoio do Centec e da Secretaria de Saúde de Sobral, que financiou o primeiro modelo entregue ao Sr. Messias. Hoje, a lista de pessoas interessadas em obter um triciclo aumenta a cada dia, mas o custo ainda é alto para boa parte dos cadeirantes.

“Graças ao apoio do Centec nossa empresa tem conseguido patentear e divulgar nossos produtos”, afirma Ricardo.

Natural de Bela Cruz, o biólogo Ricardo Araújo, formado pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), descobriu uma nova vocação e hoje estuda mecatrônica no IFCE. A empresa familiar é tocada com a ajuda do pai e o apoio do Instituto Centec.

Fonte: SECITECE-CE

Próximos Eventos