+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

IFMT assume prédios da escolas técnicas estaduais no dia 22 de maio

O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) assume o prédio das Escolas Técnicas Estaduais (ETE) de Diamantino e Tangará da Serra a partir de 22 de maio. O secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Rafael Bastos, assinou o convênio com o reitor do IFMT, José Bispo Barbosa, na manhã desta segunda-feira (12).

Com o IFMT, os dois municípios vão ter mais opções de cursos superiores, pós-graduação e cursos técnicos de ensino médio. Neste ano será feita uma pesquisa para avaliar as economias regionais, os arranjos produtivos para ofertar os cursos específicos para o desenvolvimento local.

Neste ano, por enquanto, o IFMT vai continuar o trabalho da Secitec em ofertar cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) nos dois municípios.

As Escolas Técnicas vão continuar a funcionar, mas em prédios cedidos pelas prefeituras. Em Diamantino a ETE será na Universidade Aberta do Brasil, na antiga escola agrícola.

O IFMT tem assegurado R$ 1,1 milhão para manutenção de cada escola. Desde 1º de maio, a instituição federal passou a ser responsável pelas despesas dos prédios como água, luz, telefone, internet, segurança, limpeza e a manutenção do prédio. As despesas com a folha de pagamento dos servidores estaduais continuam sendo da Secitec.

Concurso

O reitor José Bispo Barbosa disse que a partir de julho vai nomear os aprovados nos concursos do IFMT realizado em dezembro do ano passado para começar a trabalhar nas unidades. “Vamos abrir novo concurso público para professor e técnicos de nível superior. As unidades vão ter 60 professores, 50 técnicos e cerca de 1,2 mil alunos”, explicou.

O deputado estadual Wagner Ramos comentou que há muitos anos a sociedade de Tangará da Serra aguarda a vinda do IFMT. “Tangará passa de 100 mil habitantes e era um sonho antigo nosso para que a cidade pudesse ter uma oferta maior de cursos técnicos e de ensino superior. Vai ser importante para que os jovens permaneçam na cidade para estudar”.

O prefeito de Diamantino, Juviano Lincoln, que também participou da assinatura do termo de doação, disse que com o campus do IFMT e a ampliação dos cursos técnicos da Secitec o município se consolida como um polo educacional da região. “A economia local terá acréscimo de aproximadamente 7 milhões de reais com a ida do IFMT”, destacou.

O secretário de Ciência e Tecnologia comentou que a parceria com o IFMT é importante para ampliação da oferta de cursos técnicos de nível superior. A Secitec vai continuar o trabalho com os cursos de nível médio. “O convênio vai permitir fomento na economia local além de transformar essas cidades em pólos educacionais e oferecer novas oportunidades para a população.

Além do secretário e do reitor, participaram da assinatura do convênio o deputado estadual Wagner Ramos, o deputado federal Eliene Lima, prefeito de Diamantino, Juviano Lincoln; o diretor do campus do IFMT, Nelson Suzuki; o secretário de Esportes, Lazer e Turismo de Diamantino, Euclides Eurico das Neves; o diretor da ETE de Diamantino, Carlos Luciani; secretário-adjunto de Ciência e Tecnologia, Adriano Breunig; e o presidente do Conselho Estadual de Educação, Agnaldo Garrido.

Fonte: SECITEC-MT

Próximos Eventos