Giro nos Estados

Governo quer estimular pesquisas sobre o Canal do Sertão em Alagoas

Para medir os benefícios sociais proporcionados pelo Canal do Sertão, o Governo do Estado pretende elaborar ações que estimulem pesquisas relacionadas ao projeto. A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) apresentou o andamento das obras durante reunião realizada nesta quinta-feira (03) na sede da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).

O secretário adjunto de Projetos Especiais e Irrigação da Seinfra, Alzir Lima, apresentou detalhes e aspectos técnicos da obra que hoje avança pelo terceiro trecho e gera cerca de dois mil empregos.

“O Canal do Sertão beneficiará com água mais de um milhão de pessoas das regiões do Sertão e do Agreste de Alagoas e já está movimentando a economia regional, gerando discussões em diversas áreas estratégicas. Por isso a importância de estudos que contabilizem os reflexos desta que é a maior obra de infraestrutura realizada em Alagoas”, disse Alzir Lima.

Com o entendimento de que uma obra deste porte merece ter seus efeitos estudados, o secretário adjunto da Secti, Maurilho Alves, defende a elaboração de ações de incentivo a estudos relacionados ao Canal do sertão.

“Essa explanação foi de grade importância para nós da Secti, pois o primeiro passo é o entendimento do projeto. A partir de então iremos participar por meio de incentivos, onde pesquisadores contribuirão para o estudo da viabilidade, melhoramento e benefícios sociais que o canal do sertão pode levar a sociedade”, explica Maurilho Alves.

Canal do Sertão

O Canal do Sertão é uma das ações estruturantes inseridas no Programa Alagoas Tem Pressa e se estenderá por 250km, ao longo de 42 municípios. Em dezembro de 2011, R$ 347 milhões foram garantidos para a construção até o km 77,8 e a obra já está licitada até o km 150.

Quando estiver em funcionamento, a obra vai abastecer com água própria para consumo a população sertaneja que hoje sofre com a seca e desenvolver a economia regional a partir dos perímetros de irrigação, de projetos de piscicultura e agronegócio.

SECT-AL

Próximos Eventos