Giro nos Estados

Governo do Pará e RNP inauguram redes metropolitanas de Santarém, Castanhal, Marabá e Altamira

Um evento realizado na Universidade Federal do Estado do Pará (UFPA), na próxima quinta-feira (06), marcará a inauguração das primeiras redes ópticas metropolitanas no interior do Estado, potencializando os benefícios do Programa Navegapará nos municípios de Santarém, Castanhal, Marabá e Altamira. A implantação das novas redes é fruto do Convênio de Cooperação entre a Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa), a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), com interveniência da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), assinado em 2010 e que será renovado na cerimônia de inauguração.

Até então, apenas Belém era beneficiada com uma rede metropolitana de fibra óptica, denominada Rede Metrobel. Já nos demais municípios, o acesso das cidades digitais do Navegapará era provido exclusivamente via rádio. Ao estarem conectadas entre si e com a Metrobel, as novas redes metropolitanas intensificarão a troca de informações, o desenvolvimento de pesquisas científicas e a integração entre universidades, unidades de pesquisa e órgãos do governo.
Para implantação das estruturas físicas das redes, o Governo do Pará, por meio da Prodepa, investirá o valor aproximado de R$ 1,3 mi e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio da RNP, investirá R$ 2,5 mi. Toda a infraestrutura já montada do Navegapará, edificada pela parceria Secti/Prodepa, torna possível a concretização dos planos do Governo Federal (Redecomep) de expansão da banda larga para o interior do estado.
Ainda pelo convênio, Secti e Prodepa cederão, de forma não onerosa, transporte de dados para RNP, através do backbone do Navegapará, para interligação das redes ópticas implantadas da iniciativa (Governo Federal), nas cidades de Altamira, Castanhal, Marabá e Santarém, nas seguintes taxas de transmissão e meios físicos: 100 Mbps (Mega bits por segundo) para as redes de Altamira, Marabá e Santarém através da infraestrutura óptica do backbone do NavegaPará; 100 Mbps (Mega bits por segundo) para a rede de Castanhal, através da infraestrutura de rádios de alta capacidade do backbone do Navegapará.
As novas redes metropolitanas serão de grande importância para órgãos governamentais e instituições de ensino e pesquisa dos quatro municípios contemplados.  “Com a implantação desta infraestrutura de redes por sistema óptico, nasce um novo conceito de comunicação de alta velocidade nestas regiões. Em termos práticos, as instituições e órgãos governamentais poderão usufruir de serviços multimídias via rede óptica, tais como videoconferências, telefonia via IP (voip), entre outros”, explica o coordenador do Navegapará, Raimundo Viégas Jr.
Os consórcios que vão operar e manter a infraestrutura das redes são liderados pela UFPA, em Castanhal e Altamira; pela Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), em Santarém, e pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA), em Marabá. As demais instituições que compõe as redes são: Universidade Estadual do Pará (UEPA), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), Instituto Federal Rural da Amazônia (UFRA), Escola de Educação Tecnológica do Pará (EETEPA), Instituto Luterano de Ensino Superior (ILES/ULBRA) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Representantes do governo estadual também comporão os comitês gestores das redes.

Próximos Eventos