+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Governo do Maranhão assina Termo de Cooperação Técnica com Timor-Leste em Brasília

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Maranhão (Secti), Bira do Pindaré, reuniu hoje (28), em Brasília, com o Embaixador da República Democrática de Timor-Leste no Brasil, Gregório José de Sousa. O encontro marcou a assinatura do Termo de Cooperação Técnica do Timor-Leste com o Governo do Maranhão fortalecendo os laços culturais, educacionais e econômicos.

Um dos pontos principais da Cooperação é oferta de capacitação técnica para os jovens do Timor-Leste, que inclui intercâmbio internacional com alunos do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), proporcionando a oportunidade de formação qualificada aos estudantes.

Segundo Gregório José de Sousa, a ausência de uma qualificação técnica específica para os jovens no Timor-Leste tem resultado no preenchimento de vagas de trabalho locais por pessoas de países vizinhos, como Malásia, Indonésia e Filipinas. Um dos objetivo é justamente é que eles ocupem esses postos de trabalhos dentro do país deles.

“A Embaixada tem muito interesse em firmar a parceria com o Maranhão neste momento em que o Timor-Leste se encontra num processo de integração econômica com países do sudeste asiático. Nós encaminharemos uma relação dos cursos técnicos oferecidos pelo IEMA e suas unidades para o Timor-Leste, para que o país se manifeste por meio do Ministério de Educação nas áreas de seu e interesse”, comentou o Bira do Pindaré.

Na oportunidade, o secretário convidou o embaixador para uma visita ao estado no mês de abril, momento em que estará reunido com o parlamento das Comunidades de Países de Língua Portuguesa (CPLP) em Brasília.

O encontro culminou ainda no acordo para transformar a capital do Maranhão numa cidade co-irmã à Díli, capital do Timor Leste. Anunciando, ainda, uma visita de Gregório José de Sousa ao Maranhão.

“A oportunidade pode ocorrer por meio de um seminário de integração e cooperação do Estado com essa comunidade, devido ao interesse em firmar acordos do Timor Leste com a Secti, Iema, Uema e instituição de ensino federais”, adiantou Bira do Pindaré.

Fonte: SECTI-MA

Próximos Eventos