+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Governo de Sergipe avalia pesquisas voltadas para políticas públicas

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), em parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec), realizou nesta quarta-feira, 5, o Seminário Parcial do Núcleo de Análises e Pesquisas em Políticas Públicas de Desenvolvimento (Napead). O objetivo do evento foi de apresentar os projetos realizados por pesquisadores e professores da Universidade Federal de Sergipe (UFS), que acompanham e analisam as políticas públicas executadas pelo Governo do Estado, através dos Núcleos de Excelências para Desenvolvimento de Políticas Públicas (Naps).

Os Naps tiveram início em 2011 e era aplicada em quatro secretarias de estado. Ao lançar o edital, esse número subiu para nove, consequentemente aumentando o número de projetos, antes era 23 e passou a ser 95. “Sabemos que dificilmente iremos resolver todos os problemas do Estado, mas podemos ajudar com informações que apoiam os secretários e seus técnicos, através das análises das políticas públicas que os pesquisadores estão analisando. “Estamos analisando todos os 95 projetos e esse aumento é um sinal positivo de que o programa está realmente atraindo o interesse para mais pesquisas públicas – e não apenas científicas. É isso que esperamos neste evento”, explica o diretor técnico da Fapitec, Marcelo Mendonça.

Os pesquisadores estão analisando as políticas públicas de quatro órgãos e seus respectivos núcleos: Secretaria de Segurança Pública (SSP), Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), Secretaria de Estado de Cultura (Secult), além da Sedetec. Cada Naps será responsável pela realização de seminários e acompanhamento dos seus projetos. “O seminário é um momento de avaliar e conhecer como está o andamento dos projetos e aproximar a área técnica das secretarias dos pesquisadores e, com isso, trocar informações”, acrescenta Marcelo.

A diretora técnica da Sedetec, Sudanês Pereira, elogiou a iniciativa da Fapitec pela abertura de editais que possibilita o acompanhamento, avaliação e orientação das ações direcionadas às políticas públicas executadas pelo Governo de Sergipe. “Os resultados obtidos por estas pesquisas podem redirecionar o trabalho desenvolvido por técnicos do Governo, alinhando-as a uma outra realidade, e colhendo bons resultados que beneficiem as comunidades sergipanas”, destaca.

Sedetec

Os projetos alinhados às ações executadas pela Sedetec, apresentados no Seminário foram: ‘Turismo de Base Comunitária na Rota do Sertão: Potencialidades para o Desenvolvimento de Arranjos Produtivos Locais de Turismo no Alto Sertão Sergipano’, da pesquisadora e Profª. MSc. Fabiana Britto de Azevedo Maia e ‘Desconcentração Produtiva Regional, Políticas Estaduais de Desenvolvimento Industrial e sua Interiorização: o Caso de Sergipe’, da pesquisadora e Profª. Drª. Fernanda Esperidião.

Apresentando um projeto que avalia os impactos da Política Industrial de Sergipe, a pesquisadora Fernanda pretende verificar se está ocorrendo desconcentração regional a partir da política de atração de investimentos. “Além disso, estou analisando se as empresas instaladas em Sergipe tiveram somente como base para a sua instalação o PSDI ou levaram em consideração outros atrativos que o Estado dispõe”, conta.

Outro projeto apresentado foi o da pesquisadora Fabiana Britto sobre os Arranjos Produtivos Locais de Turismo no Alto Sertão Sergipano. “O projeto está realizando um levantamento das potencialidades da região que ainda não foram identificadas como APL de turismo, interligada à Rota do Sertão. Já identificamos uma série de associações já existentes que conseguimos levantar em Glória, Porto da Folha e Canindé e vamos apresentar dados e subsídios para que as secretarias envolvidas fortaleçam suas ações e atue nesse sentido”, explica.

Fonte: Sedetec

Próximos Eventos