+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Governo de SC apoia evento para fomentar pesquisas no Atlântico

Florianópolis sediará a 2ª Reunião Ministerial e Diálogo de Alto Nível Indústria-Ciência-Governo sobre Interações Atlânticas nos dias 19 a 21 de novembro. O encontro discutirá a criação do Centro Internacional de Pesquisa do Atlântico (em inglês Atlantic International Reseach Center, sigla AIR Center). Além do governador Raimundo Colombo, estão previstas as participações de ministros ou representantes de 11 países (Angola, Argentina, Brasil, Cabo Verde, Colômbia, Estados Unidos, Índia, Nigéria, Portugal, Espanha e Uruguai), bem como da Comunidade Europeia como um todo.

A ser sediado nos Açores, o AIR Center será uma organização científica internacional capaz de abarcar uma rede de instituições de ciência, tecnologia e inovação de diversos países para promoção de uma abordagem integradora do conhecimento sobre mudanças climáticas, sistemas de energia, ciências oceânicas, espaço e ciências de dados no Atlântico.  O centro terá infraestrutura para abrigar uma base espacial, instalações para medição de radiação atmosférica e um departamento de oceanografia e pesca. A expectativa é que o Brasil participe das pesquisas que serão desenvolvidas no AIR Center nas áreas de energia, mar, mudanças climáticas e observação da Terra.

A construção do AIR Center foi proposta pelo governo português durante a 1ª Reunião da Subcomissão de Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação entre Brasil e Portugal, realizada em 30 de junho de 2016 e liderada, do lado brasileiro, pelo secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento (Seped), Jailson de Andrade. Na ocasião, a delegação portuguesa manifestou interesse pela cooperação no Atlântico, ressaltando a oportunidade de aproveitar estruturas científicas já existentes para o desenvolvimento de uma plataforma de pesquisa internacional.

No mesmo ano, em novembro, durante a 12ª Cimeira Brasil – Portugal, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab Kassab e o ministro de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, Manuel Heitor, assinaram declaração conjunta para o reforço da cooperação nos domínios da investigação científica e da tecnologia, que propõe o aprofundamento dos esforços da diplomacia científica para o estabelecimento de mecanismo multilateral para criação da plataforma AIR Center.

O formato e a agenda de pesquisa do AIR Center foram aprovados no 1º Diálogo de Alto Nível Indústria-Ciência-Governo “Interações Atlânticas”, realizado em abril de 2017 na Ilha Terceira, em Açores. Eles resultam de workshops científicos e mesas-redondas de alto nível realizadas na ocasião, com participação de ministros de diversos países, como Portugal, África do Sul, Índia, Nigéria, Senegal e Angola.

Envolvimento de SC

O presidente da FAPESC (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina), Sergio Gargioni, acompanha a proposição do novo centro, tendo participado, em julho deste ano, em Lisboa, do lançamento da Declaração de Belém para Pesquisas no Oceano Atlântico e Cooperação em Inovação. Este tratado de cooperação científica firmado por Portugal, África do Sul e Brasil – assinado pelo ministro Kassab – previa maior cooperação em pesquisa no Atlântico Sul e Tropical e em outros oceanos austrais, diante da influência marinha no clima e, consequentemente, em atividades de agropecuária, mineração, pesca e aquicultura, transporte e turismo.

No mesmo mês, Gargioni e o Secretário Executivo de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond Vieira receberam o ministro português (foto), para combinar a realização da segunda reunião voltada à implantação do AIR Center e ela inicia segunda-feira no Costão do Santinho. Por sua ligação cultural com o arquipélago açoriano, Florianópolis foi escolhida para sediar o evento e o governo estadual garantiu apoio institucional.

Fonte: FAPESC

Próximos Eventos