Giro nos Estados

Governo de Minas atende a reivindicações de universitários de João Monlevade

Em resposta às reivindicações dos estudantes da Faculdade de Engenharia (Faenge) da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), que estiveram na Cidade Administrativa no dia 20 de abril para exigir melhorias, o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, visitou ontem a instituição em João Monlevade (Vale do Aço) e anunciou a liberação de recursos para a construção de laboratórios e melhoria da infraestrutura.
“Estamos apresentando uma solução provisória para o pleno funcionamento da instituição, pois a Faenge não vai parar de crescer. Para potencializar a universidade, vamos liberar R$,2,3 milhões para a construção de um laboratório de informática e outro de engenharia de Minas. Os recursos também serão utilizados para a construção do galpão necessário para abrigar novos equipamentos”.
Os novos laboratórios vão pôr fim a um problema enfrentado pelos estudantes na hora de receber a sua certificação para exercer a profissão. Segundo o diretor da Faenge, José Arnaldo, o curso de engenharia de Minas está com restrições junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (CREA/MG), pois os alunos não dispõem da estrutura de laboratórios para a realização das aulas práticas.
Os recursos liberados atendem também a outras melhorias exigidas pelos alunos. Um novo plano arquitetônico da unidade será elaborado, com o aval dos estudantes, para melhorar a qualidade da estrutura física da Faenge.
Durante a visita à instituição, o reitor da Uemg, Dijon Moraes, apresentou aos alunos o plano de consolidação da Universidade, que atende hoje a mais de 6 mil alunos em 32 cursos superiores. Em 2011, um grande levantamento sobre a estrutura da Uemg foi realizado para identificar os problemas e como deve ser o processo de qualificação e fortalecimento. Uma das prioridades é a realização de concurso público para contratação de mais professores efetivos.
“A Uemg é um desafio para Minas Gerais. O governador Antonio Anastasia quer colocar a agenda do ensino superior nas ações de governo, e assim, vamos construir um novo futuro do ensino superior no estado, começando pela reestruturação da Uemg e a estadualização de seis unidades no interior”, explicou o secretário Narcio Rodrigues.
Fonte: SECTES-MG

Próximos Eventos