+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Governo de Goiás entrega recursos financeiros para pesquisas sobre drogas

O governador Marconi Perillo e a presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás – FAPEG, Maria Zaira Turchi, entregaram hoje, 10 de junho, os recursos financeiros aos pesquisadores selecionados na Chamada Pública nº 06/2012, de Apoio à Pesquisa Científica para Enfrentamento das Drogas Ilícitas e do Álcool no estado de Goiás. Os recursos, da ordem de R$ 4,4 milhões, já estão na conta dos pesquisadores que podem iniciar seus estudos científicos para a caracterização dos usuários, avaliação da rede socioassistencial, atenção clínica ao usuário de drogas ilícitas e do álcool e desenvolvimento de tecnologias de enfrentamento ao tráfico de drogas.

Cada projeto de pesquisa recebeu de R$ 30 mil a R$ 300 mil e será executado pelas equipes de pesquisadores num prazo de 18 meses que poderá ser ampliado por mais 12 meses, caso seja necessário. Nesta Chamada Pública, a FAPEG contemplou 32 projetos de pesquisa nas quatro áreas definidas como estratégicas para a produção de conhecimento científico que poderá subsidiar a definição de políticas para o enfrentamento das drogas no estado. Para Zaira Turchi, a pesquisa científica nas áreas temáticas estabelecidas no edital contribuirá para o enfrentamento do grave problema social que as drogas ilícitas e o álcool representam para toda a sociedade.

Participam da Chamada Pública pesquisadores doutores vinculados a instituições de ensino superior, a institutos e centros de pesquisa e desenvolvimento, ou a entidades públicas com atividades de pesquisa em ciência, tecnologia e inovação com sede no estado de Goiás. Além de contemplar instituições sediadas na capital, o edital selecionou projetos a serem desenvolvidos nas cidades de Ipameri, Anápolis, Jataí, Catalão, Trindade e Aparecida de Goiânia.

Os projetos contemplados serão executados por pesquisadores da Universidade Federal de Goiás – UFG, da Pontifícia Universidade Católicade Goiás – PUC GO, da Universidade Estadual de Goiás – UEG, da UniEvangélica, da Faculdade de Tecnologia Senai de Desenvolvimento Gerencial, do Instituto Federal Goiano – IF Goiano, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás – IFG, da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás e da Agência Goiana de Assistência Técnica e Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária – Emater.

Entre os projetos aprovados, estão os de pesquisa sobre o uso de drogas ilícitas e álcool entre parcela de estudantes da educação básica e do ensino superior, de comunidade quilombola e de trabalhadores em serviço público, entre outros segmentos sociais. Há projetos para caracterização dos serviços de atendimento aos usuários na capital e também no interior, de prevenção às drogas por meio da educação, da música e do cinema, para o desenvolvimento de técnicas para análises do efeito das drogas no organismo, para o mapeamento dos dependentes químicos no estado, para a identificação do uso de drogas por meio da íris humana e outros. Uma das propostas visa desenvolver sistema via smartphone de enfrentamento do tráfico de drogas através de georreferenciamento.

Os recursos da FAPEG serão usados para custeio e investimentos. Os pesquisadores poderão adquirir material bibliográfico, material de consumo, componentes e ou peças de reposição de equipamentos, software, instalação, recuperação e manutenção de equipamentos, serviços de terceiros de caráter eventual, despesas com importação, além de passagens e hospedagens. O apoio financeiro também poderá ser usado na aquisição de equipamentos laboratoriais para pesquisa. Após a solenidade de entrega dos cartões bancários, técnicos da FAPEG se reuniram com os pesquisadores, a fim de orientá-los para o uso correto dos recursos e sobre como fazer a prestação de contas, conforme a legislação pertinente e as diretrizes da fundação.

Essa Chamada Pública é resultado de cooperação entre a FAPEG, a Secretaria de Segurança Pública e Justiça do Estado de Goiás e outras instituições do Governo, com a adesão de entidades da sociedade civil organizada, entre elas o Fórum Goiano de Enfrentamento e Prevenção ao uso do Crack e outras Drogas, que apresentou a demanda por pesquisas nessa área.

Fonte: Fapeg – GO

Próximos Eventos